Automóveis

Fiat Grand Siena movido a gás natural atrai pelo bom custo-benefício; confira

Foto: Raimundo Couto

Versão Attractive, equipada com motor 1.4, pode sair equipada com preparação para GNV por R$ 690 extras; preço final do sedã compacto chega a R$ 60.980

A virada da chave definitiva para a mudança da matriz enérgica, que aponta cada vez mais para o caminho da eletrificação, ainda está longe e será preciso percorrer uma longa jornada até que essa possibilidade se torne uma realidade.

Enquanto isso não acontece, segue o motor a combustão como a principal usina de força para empurrar um veículo. Os combustíveis fósseis como a gasolina, o diesel e os alternativos, como o etanol, já há algum tempo ganharam a companhia do GNV, que é o gás natural veicular, que volta, agora, como uma opção de abastecimento na versão Attractive, com motor 1.4, do Fiat Grand Siena.

Pioneirismo

Coube a Fiat a primazia do ineditismo ao lançar, em fins dos anos 70, mais precisamente em 1979, o primeiro veículo movido a álcool do mundo. Esse pioneirismo seguiu com a chegada, em 2006, de uma versão do sedã Fiat Siena, derivado do Palio, ambos extintos, com motor que podia ser abastecido com quatro opções de combustível, gasolina pura, adicionada com álcool, etanol e gás natural veicular.

O modelo ganhou o nome de Tetrafuel e permaneceu em oferta no mercado até três anos atrás e agora está de volta, com o incentivo da isenção de IPVA para carros híbridos, a gás ou elétricos fabricados no estado.

Nova proposta

Desta vez, a formatação difere. O modelo não sai mais da fábrica com todo o kit instalado. Nesta nova versão, os dois cilindros de GNV pronto para funcionar do Grand Siena passa a ser entregue como opcional, com a preparação para que o consumidor leve o carro até uma oficina credenciada e faça a montagem de todo sistema.

Não é só o fato de o modelo não sair totalmente preparado que marca o retorno da versão, segundo o fabricante o cabeçote do motor do Grand Siena GNV tem material mais resistente e com nova geometria, feita para aumentar a durabilidade para rodar com esse combustível.

Motor

Um velho conhecido, o bloco 1.4 L, com 88 cv e 12,5 kgfm de torque passou por outras alterações para suportar o GNV. Os materiais ficaram mais resistentes ao gás natural para melhor queima do combustível.

Esta é a quinta geração do kit e a evolução pode ser confirmada através dos quatro bicos injetores e uma central eletrônica de controle. A garantia original é de um ano para kits de quinta geração, mas só quando são instalados por empresas certificadas pelo Inmetro. Um manual completo que ensina o passo da instalação orienta a convertedora na hora da montagem.

Público alvo

A chegada do Cronos, maior e muito mais moderno, naturalmente fez com que a demanda pelo Grand Siena, gradualmente fossem diminuindo, mas com a crise da economia que se abateu pelo país nos últimos anos e a proliferação do desemprego, fez com que surgisse uma grande procura por veículos de bom custo benefício, como é este modelo, para o trabalho nos muito aplicativos de mobilidade urbana.

Fora isso, frotistas e taxistas também fazem parte deste universo, que, agora, com a chegada de uma versão opcional com pré-instalação para o Kit de GNV, o Grand Siena siga sua trajetória na gama de ofertas de produtos da Fiat por mais alguns anos.

Foto: FCA/Divulgação

 

SuperNotícia

Eldorado1300

AGENDA

dezembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Gleidson Almeida

Avatar

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado