Destaques Saúde

Covid-19: Minas supera as 7 mil mortes

Foto: Pixabay

Setenta e três mortes foram confirmadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nas últimas 24 horas; são mais de 283 mil casos

O Estado de Minas Gerais ultrapassou nesta sexta-feira (25) a trágica marca de 7.000 mortes ocorridas em função de complicações decorrentes do novo coronavírus. Diante da confirmação de 73 óbitos para a doença apenas entre quinta-feira (24) e esta sexta, chegou a exatos 7.056 o número de mortes acontecidas em 583 municípios mineiros.

Um gráfico contido no boletim epidemiológico publicado nesta manhã indica que os óbitos registrados nas últimas 24 horas ocorreram entre os meses de maio e setembro – a maior parte deles aconteceu, em realidade, entre o domingo (20) e essa quinta-feira, entretanto há uma morte registrada em 27 de maio e outra em 5 de junho.

Estatística diária da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) indica que a doença é principalmente perigosa às pessoas com idades superiores a 60 anos e portadoras de comorbidades anteriores. Sabe-se que 79% dos óbitos registrados referem-se a pessoas na faixa etária, como em 75% também houve detecção de comorbidades, sendo doenças do coração, diabetes e pneumopatias as mais comuns entre elas.

As crianças e os adolescentes até 19 anos são os que menos morrem em Minas Gerais após contraírem o novo coronavírus – entre as 7.056 mortes ocorridas no Estado, este público responde por 22 delas, sendo oito entre crianças menores de um ano.

Expansão da pandemia

Enquanto os 73 óbitos eram registrados entre quinta e esta sexta, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) também confirmou a existência de mais 4.578 diagnósticos positivos para o coronavírus que, acrescidos aos já existentes, fez subir para 283.479 o número de casos acumulados da Covid-19 em Minas Gerais. Apenas sete cidades do estado ainda não têm casos ligados à infecção.

Ainda que o número de casos soe elevado, a Secretaria destaca no documento que cerca de 27.600 apenas ainda estão em recuperação, enquanto os outros já superaram o período de necessário para isolamento domiciliar ou receberam alta hospitalar.

Diante dos cerca de 238 mil casos de Covid-19 em Minas Gerais, Belo Horizonte responde por 39.892, sendo que 1.199 moradores da capital mineira morreram após serem infectados pelo vírus. O índice também é elevado em Uberlândia, segunda cidade do estado com maior quantidade de casos – são cerca de 26 mil diagnósticos positivos e 538 mortes para a doença.

Apesar do relatório epidemiológico desta sexta-feira indicar que todos os municípios de Minas Gerais têm moradores infectados com a Covid-19, uma análise da distribuição de casos por cidade permite perceber que há ainda sete municípios sem confirmação de óbitos pelo novo coronavírus ou casos relacionados. A seguir, veja quais são elas, as regiões em que estão e suas populações estimadas segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE):

1. Botumirim (Norte/6.288 habitantes);

2. Camacho (Centro-Oeste/2.869 habitantes);

3. Cedro do Abaeté (Central/1.157 habitantes);

4. Pedro Teixeira (Zona da Mata/1.806 habitantes);

5. Queluzito (Central/1.943 habitantes);

6. São Thomé das Letras (Sul/7.120 habitantes);

7. Veredinha (Alto Paranaíba/5.727 habitantes).

 

 

O Tempo

Eldorado1300

AGENDA

novembro 2020
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Gleidson Almeida

Avatar

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado