Esporte

Conheça detalhes do protocolo da FMF para volta do futebol em MG; Estado avalia

O futebol mineiro está parado desde março por causa da pandemia do novo coronavírus

Foto: Cristiane Mattos
O futebol mineiro está parado desde março por causa da pandemia do novo coronavírus Foto: Cristiane Mattos

O Super.FC teve acesso ao documento que está sendo analisado pela Secretaria de Estado de Saúde; data prevista de retorno é 26 de julho, mas federação ainda aguarda o aval

A retomada do futebol em Minas está condicionada à aprovação do protocolo de segurança sanitária apresentado pelo Federação Mineira de Futebol (FMF) ao Centro de Operações de Emergência em Saúde de Minas Gerais (Coes-MG), órgão criado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) para acompanhar a pandemia do novo coronavírus.

O Super.FC teve acesso ao documento, discutido em reunião no último dia 17, na Cidade Administrativa. Na ocasião, foi estipulado o dia 26 de julho como data provável para o retorno do Campeonato Mineiro. “A equipe técnica está avaliando os protocolos, pode sugerir uma ou outra adequação, mas de uma forma geral são bons protocolos”, ressaltou o secretário Carlos Eduardo Amaral.

A proposta é dividida em duas etapas: treinamento e jogos. Para a volta aos treinos, os clubes devem, primeiramente, atender as orientações conforme protocolo da CBF, que pode ser acessado aqui. Para o retorno do Estadual, os 12 clubes se concentrariam numa única cidade para o restante da competição. Por ter uma melhor estrutura (hotéis, alojamentos e campos de treinos em quantidade suficiente para receber as equipes do interior), Belo Horizonte é apontada como o local ideal para o torneio, mas ainda não há uma autorização por parte da prefeitura da capital. Outras cidades são cogitadas em caso de negativa de BH.

Para concluir o Mineiro, seriam necessárias três semanas, ocupando seis datas (às quartas e domingos), num total de 24 partidas realizadas. Mas, levando em consideração que a CBF estabeleceu o fim de semana dos dias 8 e 9 de agosto para o início das Séries A e B (ainda depende do aval das autoridades sanitárias locais), a FMF teria apenas duas semanas para encerrar o Mineiro. Neste caso, há duas alternativas: fazer as seminais e final em jogos únicos (depende de aprovação dos clubes finalistas), ou conciliar o complemento da disputa regional já com o Brasileirão em curso.

Novidade para 2020, o Troféu Inconfidência (disputado entre o quinto oitavo colocado da primeira fase) está mantido e será realizado paralelamente às disputas mata-mata. Com as partidas concentradas em Belo Horizonte, os estádios Mineirão e Independência e também o Sesc Venda Nova, reformado para a Copa 2014, seriam os palcos para as partidas.

A FMF espera que a data de retorno seja oficializada o quanto antes pela SES, para que as equipes do interior, que ainda não voltaram às atividades (a maioria delas desmontou o elenco e vai precisar recontratar atletas), iniciem os treinos. Por uma questão de preparação física, o ideal era que os atletas fizessem uma pré-temporada de, no mínimo, 20 dias.

O protocolo da FMF estabelece as seguintes normas:

– todos os membros das delegações deverão ser testados na véspera da viagem para a cidade-sede (RT-PCR);

– clube deverá enviar para a FMF os questionários de triagem dos últimos sete dias e o resultado dos exames antes de iniciar a viagem;

– caso um membro da delegação apresente sintoma ou exame positivo, ele deverá ser imediatamente isolado e não poderá sequer viajar para a cidade-sede;

– ao chegar à cidade-sede, todos os membros das equipes passarão por rigorosos exames clínicos (temperatura, oximetria e teste do olfato), questionário, além de serem testados novamente (RT-PCR);

– caso um membro da delegação apresente sintomas ou exame positivo, ele deverá ser imediatamente isolado, não terá acesso aos locais de treinos e jogos e entrará em observação rigorosa, sob a supervisão do respectivo departamento médico;

– após o início do confinamento, as delegações só poderão sair dos alojamentos para os locais de treino e para as partidas, com prévia autorização da FMF e após o resultado dos exames realizados na chegada à cidade-sede;

– essas regras valerão durante toda a permanência dos clubes na cidade-sede, sendo os exames clínicos (temperatura, oximetria e teste de olfato), questionário e teste (RT-PCR) repetidos na véspera de cada uma das rodadas;

– sempre que um membro da delegação apresentar sintomas ou exame positivo, ele deverá ser imediatamente isolado, sendo proibido de ter acesso aos locais de treinos e jogos;

– as equipes eliminadas na primeira fase, deverão retornar às suas cidades e, as equipes classificadas, voltar ao isolamento nos hotéis após as partidas.

SuperFC

Eldorado1300

AGENDA

julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Gleidson Almeida

Avatar

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.