Destaques

Minas receberá quase R$ 3 bilhões em ajuda do governo federal, sancionada por Bolsonaro

(foto: Divulgação)

Texto do auxílio financeiros aos estados e municípios foi publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira. Além do valor para uso livre, Minas também receberá R$ 446 milhões para aplicar exclusivamente no combate ao coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou, nesta quinta-feira, o projeto de socorro financeiro para estados e municípios, que sofreram uma queda vertiginosa na arrecadação durante a pandemia do novo coronavírus. Ao todo, R$ 60 bilhões serão repassados, sendo quase R$ 3 bilhões somente para Minas Gerais.

Ao todo, Minas receberá R$ 2.994.392.130,70, que poderá ser aplicado livremente. O dinheiro, conforme adiantado pela Secretaria de Estado de Fazenda, irá para o caixa único do Tesouro Estadual. O aporte será repassado pelo governo federal em quatro parcelas de R$ 748 milhões. Haverá, também, um repasse de R$ 446 milhões, que será destinado exclusivamente às ações de saúde para o combate ao coronavírus.

O texto aprovado por Bolsonaro garante o repasse, em quatro parcelas, de R$ 50 bilhões em compensação pela queda da arrecadação. Do valor, R$ 30 bilhões serão destinados aos estados e Distrito Federal, enquanto os outros R$ 20 bilhões irão para os municípios.

Também serão pagos R$ 10 bilhões que terão como destino o financiamento de ações de saúde e assistência social, sendo R$ 7 bilhões para estados e Distrito Federal e R$ 3 bilhões para municípios.

O texto foi sancionado com vetos de Bolsonaro em relação a possibilidade de reajuste salarial para servidores públicos. Como vetos presidenciais de projetos aprovados pelo Congresso Nacional precisam da aprovação de parlamentares, deputados e senadores voltarão a discutir as partes, podendo derrubar as decisões de Bolsonaro. Não há prazo para que isso aconteça.

O projeto também suspendeu os débitos de estados e municípios com a União, inclusive aqueles que vencem no exercício de 2020. Operações de crédito também poderão ser renegociadas com o sistema financeiro, com garantia do governo federal.

Socorro cobre 40% das perdas

Em entrevista ao Estado de Minas na última segunda, o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), comentou sobre a ajuda federal. De acordo com Zema, o auxílio não resolve os problemas de caixa enfrentado pelo governo estadual, cobrindo cerca de 40% da queda de arrecadação.

“Está vindo uma ajuda federal, de quatro parcelas de (cerca de) R$ 750 milhões. Vamos receber quase R$ 3 bilhões, mas isso está longe de resolver nosso problema de caixa, pois a nossa queda na arrecadação foi muito maior. O valor deve suprir aproximadamente 40% da queda, então ainda teremos muitos problemas nos próximos meses”, salientou.

Estado de Minas

Avatar

Gleidson Almeida

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Gleidson Almeida

Avatar

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado