Arnaldo Martins Colunistas

Seu poder aqui é mínimo

Estou observando durante esses dias de “Quarentena”, que os “homens” acham que tem o poder para mandar e desmandar.

Acho que “eles” ainda não tiveram um “tempinho” para refletir, e ver que Deus tem o “total poder” para fazer e desfazer o que “Ele” criou, (o mundo).

Atente para história abaixo:

– Certo dia, um cidadão morreu e foi para o Céu. 

Ao chegar, encontrou a porta aberta e foi simplesmente entrando e observando tudo. 

Qual não foi sua surpresa, ao ver que o céu estava vazio, ninguém por lá, nem Deus, nem Nossa Senhora, nem os Anjos, nem os Santos, ninguém, ninguém.

O cidadão achou muito estranho e continuou olhando.

De repente, viu que sobre a mesa havia um par de óculos e pensou que deveria colocar aqueles óculos e assim o fez.

Qual não foi seu espanto ao perceber que, olhando através deles, via tudo de forma diferente.

Entendia as pessoas e as coisas de outra maneira e exclamou: Não é assim que eu pensava e também como julgava, está tudo diferente.

Que misterioso.

Será que esses são os óculos de Deus?

Neste momento, olhou para a terra e viu seu colega de trabalho. 

Percebeu que esse colega estava prestes a cometer um grande erro, pois ia dar um golpe financeiro e prejudicar algumas pessoas na empresa.

O cidadão ficou apavorado e queria avisar o colega para não cometer aquela loucura. 

Mas como poderia avisá-lo e evitar tamanho dano ao próximo?

Olhando ao redor, viu um banquinho e disse: Vou atirar esse banquinho na cabeça do meu colega, com isso poderei evitar que ele cometa o mal que está planejando.

Mas quando estava para atirá-lo, ouviu os passos de Deus, chegando com toda a corte celeste.

Assustado, colocou os óculos sobre a mesa, deixou o banquinho no chão e foi encontrar-se com Deus, que o abraçou e disse:

– Meu filho, que bom é tê-lo aqui no Céu.

Você chegou justamente na hora em que havíamos saído para um passeio, e sempre que saio, disse Deus, deixo meus óculos sobre a mesa.

As pessoas que chegam ao Céu colocam os meus óculos, e assim começam a entender e ver tudo de forma diferente, a olhar com os olhos do Amor, da Misericórdia, da Paciência e Bondade. Aprendem a discernir de maneira justa e sábia.

E Deus continuou: – Você, filho, estava querendo impor-se à liberdade de seu colega e impedir que ele aplicasse um golpe.

Ia atirar-lhe o banquinho.

Já pensou se eu agisse assim com você?

Se eu atirasse objetos na cabeça de cada pessoa que irá cometer algo errado?

O cidadão compreendeu e disse: – Muito bem Senhor. 

Só agora eu aprendi que durante toda minha vida na terra, era preciso aprender.

Ver as pessoas e os fatos com os olhares de Deus, com a sua Paciência, a sua Sabedoria e a sua Misericórdia.

Moral da história: Aprenda a ver o próximo com os olhos de Deus.

Seu poder aqui é mínimo.

Colaborador-Academia

 Até a semana que vem se Deus quiser, e Ele há de querer.

Por Arnaldo Martins

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado