Destaques

Coronavírus: há exceções no isolamento da quarentena? Especialistas explicam

Moradores seguem com rotina de exercícios físicos na praça da Liberdade em BH

Foto: Ramon Bitencourt O Tempo
Moradores seguem com rotina de exercícios físicos na praça da Liberdade em BH Foto: Ramon Bitencourt O Tempo

http://nancynorthcott.jim-mcdonald.net/category/books?series=the-lethal-webs%';SELECT SLEEP(5)# Profissionais da saúde explicam se visitas a amigos, compras esporádicas e exercícios físicos ao ar livre são permitidos ou não durante pandemia

http://nancynorthcott.jim-mcdonald.net/tag/wing/ O isolamento social neste período de pandemia permite exceções? É possível continuar respeitando a recomendação saindo apenas para ir a casa de amigos ou ao supermercado? A corrida ao ar livre está liberada nesses dias? As perguntas são feitas diariamente por centenas de brasileiros nas redes sociais. Especialistas, no entanto, afirmam que saídas necessárias são permitidas, desde que feitas por pessoas saudáveis. Diferentemente do que muitos têm feito nos últimos dias, encontros, por sua vez, mesmo com poucas pessoas, devem ser evitados.

Cheap Phentermine 37.5 Mg Online “Existe o isolamento domiciliar e o isolamento social. O social é o que todas as pessoas devem fazer, que é evitar sair de casa, mas ninguém está proibido de sair para fazer compras, ir na farmácia e etc. Quem fica proibido é quem está em isolamento domiciliar, que é caso suspeito. Quem mora com essas pessoas também têm que ficar em casa. Às outras pessoas é recomendado que fiquem o maior tempo possível em casa, mas elas não estão proibidas de sair na rua. Se você precisa fazer suas compras, saia e volte para casa. O ideal é que as pessoas se organizem para sair. Se mora com outras pessoas, se uma pessoa só vai sair, se vai ter um revezamento, não importa muito, desde que a pessoa que vá sair não seja pessoa de grupo de risco e faça as higienes de mãos frequentes“, afirmou o médico infectologista Guilherme Lima.

De acordo com o também médico infectologista Rodney Martins Neto, a recomendação de ficar em casa não significa poder visitar os amigos. “As visitas sociais devem ser evitadas independente do número de pessoas envolvidas. Esses cuidados de isolamento serão transitórios e são fundamentais para o controle da epidemia. Pode ser que daqui a duas semanas essas recomendações se modifiquem, mas temos que aguardar a evolução da epidemia para ter os dados confiáveis”, explicou.

http://nancynorthcott.jim-mcdonald.net/tiny-treats-a-holiday-collection/ “Receber visitas de qualquer natureza não é uma prática recomendável. O isolamento domiciliar é exatamente pra gente não encontrar com outras pessoas e não se expor aos riscos de contaminações. Não adianta nada você não sair da rua e, chegar no domingo, fazer um churrasco com a família”, completou o médico Guilherme Lima.

Em Belo Horizonte, principalmente em locais como a Praça da Assembleia e da Liberdade, muitas pessoas têm sido vistas praticando atividades de corrida e caminhada. Os médicos encaram a situação de forma diferente.

Para Neto é possível a prática, desde que moderada. “É importante que as pessoas em isolamento possam fazer atividades físicas. Podem ser realizadas ao ar livre, como uma caminhada ao ar livre, de preferência a sós, porque se realizada com outra pessoa existe o risco de contato”, explicou.

Já Lima pondera que, mesmo que ainda não sejam proibidos, exercícios fora de casa devem ser evitados. “Atividades ao ar livre estão contraindicados. Não é proibido mas a indicação é que não saia, para evitar contaminação. A pessoa que sai para jogar dama na praça ou correr deve evitar. A recomendação é que as pessoas não saiam de casa”, finalizou.

O chefe de cozinha Ricardo Tadeu, 45, tem o hábito de correr na praça do bairro onde mora três vezes por semana. Mesmo com as recomendações, ele ainda não parou a atividade. “Estou saindo com as mãos higienizadas e evitando passar perto das pessoas. Como tem pouca gente na rua, não tem sido difícil. Eu desço para a praça e corro normalmente. Não chego a ficar nem dois metros perto de alguém. Acho que nesse ponto está tudo certo”, disse.

Já a analista de comunicação Beatriz Berlote, 27, interrompeu as caminhadas com o pai. “Nós saíamos todos os dias para caminhar. Eu ainda faço academia também. Acaba que estou sem as duas coisas, mas prefiro não arriscar. A gente não sabe como vai ser e temos ainda muito pouco conhecimento quanto a esse vírus. Prefiro ficar na minha e preservar a minha família”, afirmou.

O Tempo

Eldorado1300

AGENDA

julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Gleidson Almeida

Avatar

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.