Automóveis Super Destaques

Placa Mercosul começa a valer em Minas a partir da próxima semana

Troca voluntária de placa terá taxa mais barata

Foto: Fred Magno / O Tempo
Troca voluntária de placa terá taxa mais barata Foto: Fred Magno / O Tempo

A taxa para novo emplacamento é de R$ 181,87 mais o valor da estampadora, mas custo é mais barato para quem fizer a troca voluntariamente; saiba mais

Após cerca de sete adiamentos, a placa Mercosul finalmente será implementada em Minas Gerais. A partir da próxima segunda-feira (17) quem desejar ter o novo modelo, com quatro letras e três números, poderá solicitá-la.

A obrigatoriedade fica para os primeiros emplacamentos ou em casos de transferência de município ou unidade federativa, perda, furto, roubo, extravio ou algum dano.

A diferença na placa, além do aumento de uma letra e da diminuição de um número, é que ela agora passa a ter cor de fundo totalmente branca, a inserção de um QR Code – contendo informações como número de série e dados do fabricante da placa –, e uma marca d’água.

Como valem para todos os países da Mercosul, as placas também virão com o emblema da organização, do país de origem e do Estado. Os lacres e arames também foram eliminados.

Taxas e empresas habilitadas

Segundo a Polícia Civil, as placas antigas não perdem a validade e as mudanças nos registros possibilitarão mais de 450 milhões de combinações em todo o país.

A taxa para novo emplacamento é de R$ 181,87 + valor da estampadora. Quem quiser fazer a mudança voluntária paga uma taxa de R$ 89 e o valor da estampadora.

De acordo com a PC, somente em Minas Gerais, 400 empresas já estão no processo para realizarem os emplacamentos. No ato da compra, elas farão registros biométricos e fotográficos dos compradores.

“Essa placa aumenta o nível de segurança para o cidadão. Há um rastreamento e conseguimos verificar se está havendo alguma fraude. O agente vai usar um aplicativo desenvolvido pelo próprio Denatran para a leitura do QR Code. Esse acréscimo de uma letra no segundo número da placa é para aumentar a possibilidade de combinações de placa”, explicou o diretor do Detran-MG, Kleyverson Rezende.

Minas Gerais foi um dos últimos Estados a adotarem a nova medida. Segundo Rezende, questões técnicas interferiram.

“O adiamento aconteceu porque é um longo processo e envolvem questões sistêmicas. Tivemos audiências públicas e a minuta da portaria publicada no site para que as pessoas pudessem opinar. Queremos deixar o recado para a população para que tenham calma porque a gente pode, na próxima semana, enfrentar alguns problemas. Por mais que a gente tenha tentado minimizar”, disse.

Serviços suspensos

Nesta sexta-feira (14), o Detran suspendeu os serviços de vistoria, emplacamento e emissão de documentos de veículos em Belo Horizonte.

Como a suspensão foi anunciada na tarde de quinta-feira, muitas pessoas compareceram ao local sem aviso prévio e reclamaram da falta de informação.

“Essa suspensão foi necessária a partir do momento que definimos que entraríamos em implementação. Há a necessidade de paralisar todo o sistema, para ocorrer a mudança no novo sistema, até para estampagem da nova placa nova. Por mais que foi muito em cima da hora, é uma questão de logística e tudo e a gente acredita que segunda-feira a gente consegue já ir superando esses problemas”, disse o diretor do Detran.

Fonte: O Tempo

Eldorado1300

AGENDA

fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Gleidson Almeida

Avatar

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.