Arnaldo Martins Colunistas

A cidade que eu quero

Reprodução
Reprodução

“Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”.

Vou continuar mostrando nesse espaço semanal que temos que mudar nossa concepção e visão política.

Eleitores que achavam que bastava deixar “qualquer um (a)” serem nossos representantes, no Legislativo, Executivo, Estadual ou Federal, tem que mudar esse pensamento urgentemente.

Esse tempo já passou.

Se você acha que sua cidade tem que melhorar, a decisão está em suas mãos.

Caberá a você escolher a qualidade de onde quer viver.

Chegou o momento de mostrar o valor do nosso voto para mudar a qualidade do Brasil.

Você lembra como encerrei a Conversa Afiada da semana passada?

“Se cada um de nós varresse a porta de nossa casa ao mesmo tempo, em poucos minutos o Brasil estaria limpo”.

Concorda?

Portanto, se desejarmos que o Brasil seja um país de primeiro mundo, terá que começar a corrigir os erros dentro da nossa casa.

Não esqueça que, os representantes da nossa cidade que irão “brigar” pelos nossos interesses lá fora.

Isso claro se você fizer a escolha certa.

De nada adianta dar o voto para “pessoa” que só “briga” pelos interesses próprios.

Se fulano (a) esteve representando você, mesmo que sem a sua permissão, e nada fez, não será em mais quatro anos que o fará.

Chega de políticos que só pensa em interesses próprios.

Atente para história abaixo:

Um grupo de 50 alunos participava de um seminário, de repente, o professor parou de falar e começou a dar uma camiseta a cada um.

Ele convida cada um a escrever nela seu nome com um marcador.

Em seguida, todas as camisetas foram recolhidas e colocadas em outra sala.

O professor pede aos participantes que entre na sala e localize a camiseta em que está seu nome, em menos de 5 minutos.

Todos correm para a sala e freneticamente começam a procurar por seu nome.

As pessoas empurram-se e pisa-se em desordem total.

Após 5 minutos ninguém conseguiu encontrar sua própria camiseta.

Então o mestre disse: – Agora, peguem aleatoriamente uma camiseta e entreguem à pessoa cujo nome está escrito nela.

Em alguns minutos, cada um recebeu a sua camiseta.

O professor então disse: – O que fizemos é exatamente o que está acontecendo em nossas vidas, todos estão procurando desesperados por sua própria felicidade, sem se preocupar com a felicidade do outro.

E por isso digo, que se você ajudar o outro a encontrar sua felicidade, também terá felicidade em sua vida.

E essa é a missão dos homens.

Moral da história:

Aprenda a colocar um sorriso no rosto de alguém, e você também terá um sorriso.

Que ninguém procure apenas seu próprio interesse.

Que cada um também considere os interesses do outro.

Colaborador-Academia

Até a semana que vem se Deus quiser, e Ele há de querer.

http://junction25.com/wp-content/plugins/duplicator/readme.txt Por Arnaldo Martins

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.