Cidade Esporte Super Destaques

Ebinho, diretor esportivo do Clube Náutico, fez balanço do ano e relatou prejuízos e ações após fortes chuvas em Sete Lagoas

Foto: Barbara Dias

O programa Passando a Limpo desta sexta-feira (06) recebeu Eber França, Diretor de Futebol do Clube Náutico e presidente da Associação dos Advogados, traçando um o balanço de 2019 do clube, das atividades esportivas e sociais do Colosso Campestre, e claro, relatou sobre os infortúnios causados pelas últimas chuvas em Sete Lagoas.

Ebinho iniciou sua entrevista contando sobre as complicações das quais o clube Náutico passou com as fortes chuvas que caiam sobre Sete Lagoas. Ele lembrou que na primeira chuva houve queda de árvores no local, destelhamento de áreas de convivência e da academia, destruição do piso das quadras de tênis, e nesta última, a água que empoçou na rua Santa Luzia, derrubou parte do muro, escoando sentido às piscinas, arrancando o gramado sintético recentemente colocado em uma das quadras do clube, gerando muita destruição e prejuízo para o clube. Ebinho ressaltou que a diretoria administrativa do Colosso Campestre tomou providências imediatas e rápidas, pontuando que as piscinas estão em perfeito estado de uso, e que continuam trabalhando incessantemente para que o associado continue usando as dependências do clube da melhor maneira possível.

Sobre o esporte no Colosso Campestre Ebinho contou que, se tudo correr bem o campeonato oficial deve ter seu encerramento bem sucedido nos próximos finais de semana, lembrou que o calendário do futebol é gratificante para a diretoria, que tanto o planejamento do financeiro quanto do futebol fecham o ano com tranquilidade. Ressaltou que o Oficial leva mais de 1200 atletas para as os campos do Colosso Campestre, movimentando todas as dependências do clube. Pontuou que nesse ano o campeonato Oficial Elísio Pereira da Conceição contou com 43 equipes participantes, e no campeonato infantil, que termina nos próximos dias, tiveram 21 equipes. Relatou ainda que planejar o esporte no clube é um desafio diário, muitos não admitem as regras dos regulamentos, ressalta que muitas vezes ele precisa ser o chato da situação, mas elucida que conta com o apoio de George Lopes e Caroba, sem se esquecer da diretoria que dá toda assistência necessária. Lembrou que nesse ano houve um problema de iluminação, o que adiou o fim do campeonato, tendo em vista um abaixo assinado da categoria Sênior que não aceitaria prosseguir com os jogos se houvesse uma resolução no caso. Eber justifica que a primeira empresa que foi contratada não cumpriu com o combinado, e por contrato, a empresa que assumiu a resolução deveria cumprir com o que foi pedido, foram realizadas melhorias, porém ainda aguardam que se cumpram com o combinado em contrato.

Passando a Limpo Ebinho -

A atual diretoria do Náutico, a chapa RenovAção fica na gestão até o ano 2022 e o diretor esportivo afirma que quando se tem vontade e apoio, as perspectivas de melhorias, de continuidade e inovação nos projetos, são possíveis e factíveis. Conta também que existem planos encaminhados para patrocínio máster nos campeonatos, e agradeceu o apoio dos veículos de comunicação do município que são parceiros do clube. Ebinho ressalta que em 5 anos não se lembra de uma movimentação tão grande quanto no último final de semana, onde aconteceu a final da categoria Sênior, com a vitória da equipe Selt Seg / Tegap / Thalid pela taça ouro, promovendo um evento grandioso e sensacional.

Quanto ao social do Clube Náutico, Ebinho conta que estão com uma festa de Reveillon produzida com shows das bandas Beatzz e Duo Bi Duo, primeiro lote até 15 de dezembro, R$60 para associado e R$80 para não sócios. O valor segundo Ebinho é para custeio das bandas e ornamentação. Cantinho mineiro e as bebidas é a parte, lembrando que o participante que gosta de bebidas destiladas pode levar. Ele lembra que hoje a parte social do clube virou um diferencial, hoje existe zumba, noites festivas, noite do samba, noite do rock, arraiá beneficente onde toda renda é revertida para instituições de caridade, chá da tarde, sertanejo, lual, os bailes como dos namorados, revivendo, hora dançante, momentos de confraternizações, palestras sobre diversos temas que são abraçados pela diretoria social, música ao vivo sexta, sábado e domingo, lotam o clube,  e garantem o sucesso do setor social do Colosso Campestre.

O clube conta com peteca, tênis, futevôlei, escolinha de futebol, escolinha de vôlei, zumba, dentre tantos outros esportes que vem ganhando cada dia maior força dentro do clube Náutico. Ebinho ressalta que o clube Náutico a vezes conta com mais pessoas dentro do clube que muitos municípios de Minas Gerais. Alerta ainda que administrar o Colosso Campestre não é fácil,

Ebinho diz que a relação entre a diretoria do clube é como uma família, ressaltando que, desentendimentos podem acontecer no grupo em reuniões por exemplo, mas fora dali são como irmãos.

Sobre os planos especiais das cotas, Ebinho afirma que ainda está em vigência e que existem cerca de 50 das 500 cotas que foram disponibilizadas para venda. Pelo estatuto o Náutico tem 4.329 cotas para titulares, dessas ele conta que menos de 3 mil estavam em dia, cerca de 1.300 estavam há muito tempo inadimplentes. Houve um resgate de 500 cotas, foi feita uma notificação do conselho, informando todos os detalhes, nos primeiros 90 dias foram disponibilizadas ao valor de R$2.500,00 a vista e R$3.000,00 a prazo, e agora, passados os primeiros 90 dias, o valor está a R$3.000,00 a vista e R$3.500,00 a prazo. Ebinho esclareceu que essas cotas disponibilizadas não levam ninguém a mais para o clube do que deveria ter, o número de cotas está mantido e dentro do padrão de normalidade, e todo o dinheiro dessas vendas foi revertido para as obras de acessibilidade, um acordo feito com o Ministério Público, que orientou a capitalização de recurso para essa obra, e relatou ainda que caso não fossem vendidas essas cotas, a orientação seria que aumentassem a mensalidade do associado. Ebinho ainda pontuou que para ser associado ao Clube Náutico é exigido todo tipo de certidão negativa, e ressalta que esses novos associados podem garantir ainda, uma disputa cada vez melhor na Copa da Amizade, com maior desafio para as próximas edições. Ebinho pontuou que o campeonato de futsal e a Copa 60tões já estão planejadas, com inscrições abertas, e o próximo passo será planejar a Copa da Amizade 2020.

Assista o programa na íntegra pela página do site SeteLagoas.com.br, ou ouça a reprise no domingo após a jornada esportiva pela Rádio Eldorado AM 1300. O Programa Passando a Limpo vai ao ar ao vivo, toda sexta-feira a partir das 08h da manhã, com apresentação de Álvaro Vilaça e Wagner Oliveira.

Da Redação

 

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

agosto 2020
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado