Saúde

Mamas tuberosas: saiba o que é e como corrigir

Crédito da imagem: fem.com
Crédito da imagem: fem.com

http://ewoltech.it/de/ Entenda mais sobre as mamas tuberosas e seu tratamento, tirando suas principais dúvidas sobre o tema 

http://ewoltech.it/wp-cron.php?doing_wp_cron=1575062216.2619938850402832031250 As mamas são uma das estruturas corporais mais importantes quando o assunto é auto estima feminina. Mas o que fazer quando o seu formato é irregular e até mesmo anormal?

Neste artigo vamos conferir sobre as mamas tuberosas, entendendo como funciona a condição e quais são as formas de tratamento para esse tipo de mama.

Buy Valium Overnight Delivery Pronta para saber mais sobre o assunto? Siga a leitura do artigo na íntegra!

Buy Cheap Generic Valium Online Entendendo mais sobre as mamas tuberosas

Também chamadas de mamas tubulares, as mamas tuberosas se caracterizam como uma alteração na estrutura mamária. Como consequência de tal alteração, as mamas se mostram com um formato variado, apresentando características como:

  • Assimetria entre as mamas;
  • Aspecto de tubo ou cone;
  • Aréola mais alargada;
  • Base do seio com o tamanho menor do que o normal;
  • E as mamas com pouco desenvolvimento – mesmo que a condição atinja mulheres adultas.

A condição é denominada “tuberosa” porque a mama tende a se apresentar como se fosse um tubo (ou um cone), devido à ausência ou pouca quantidade de tecido mamário da base da mama.

As pacientes são afetadas com mamas não desenvolvidas (hipoplasia mamária), seios em pequeno tamanho e aréolas tão alargadas que pioram ainda mais a assimetria e estética da região.

Para somar ainda mais pontos negativos para a assimetria, é comum que os seios fiquem com má posição e com ainda mais separação, afetando seriamente a autoestima e bem-estar feminino.

O agravamento estético do quadro pode variar bastante, seguindo desde anomalias mais leves e moderadas até aquelas que são bem graves. Nesses casos, procurar um tratamento é essencial, visto que até a saúde mental feminina pode ser seriamente afetada. Assim, os tratamentos devem sempre ser bem pensados de acordo com a indicação do médico, pensando sempre no melhor resultado para a paciente – levando em conta sua saúde e o grau de sua condição.

http://ewoltech.it/en/barche-en/sun-odissey-36-2/ Quais são as causas das mamas tuberosas?

A maioria dos casos de mamas tuberosas têm interferência da própria genética da paciente, sendo causada por alterações congênitas que deixam a fáscia muscular (membrana mamária) mais grossa e resistente na parte inferior da mama. Devido a tais alterações, a mama acaba se desenvolvendo de maneira anormal, gerando deformidades na região da aréola e alargamento anômalo.   Indian Valium Online  

Como funciona o tratamento para mamas tuberosas?

A única maneira de tratar e corrigir as mamas tuberosas é por meio de reparação das mamas com cirurgia plástica. Mas graças aos avanços da técnica, os resultados são excelentes, devolvendo a auto estima feminina – principalmente nos casos mais leves ou moderados.

As técnicas abordadas pelo cirurgião plástico variam bastante, pois é necessário pensar em alterações para que o resultado fique satisfatório. De maneira geral, quanto mais comprometida for a estética mamária, maiores as quantidades de processos reparadores que devem ser aplicados. Os cirurgiões acabam optando pela colocação de próteses de silicone (ou lipoenxertia) em muitos casos, para deixar a mama mais volumosa e atraente – e com um aspecto muito mais agradável.

Buy Diazepam Next Day Delivery Como corrigir a condição?

Apesar das técnicas cirúrgicas mudarem bastante conforme cada caso e as abordagens do cirurgião, o procedimento costuma envolver os seguintes passos:

  1. O cirurgião realiza a incisão e diminuição do tamanho anormal da aréola, deixando-a mais proporcional com o restante da mama;
  2. Nessa segunda etapa, os tecidos mamários podem ser realocados se houver necessidade;
  3. O sulco mamário é colocado em posição mais baixa;
  4. Em seguida, o cirurgião faz a inserção de próteses de silicone ou enxerto de gordura da paciente para complementar o volume;
  5. Caso a mama se apresente previamente caída, pode ser feita a mastopexia, retirando a flacidez e excesso de pele (lifting mamário).

Alguns passos não são obrigatórios (como a mastopexia), cabendo uma análise detalhada do médico para propor as melhores abordagens para a paciente.

Pós-operatório de correção mamária

Após seguir com as correções por cirurgia plástica, o pós-operatório deve ser seguido à risca, evitando ao mínimo os riscos de complicações.

Os cuidados são bem semelhantes com as outras cirurgias das mamas, incluindo:

  • Uso do sutiã cirúrgico pelo tempo indicado pelo médico (em torno de 2 meses);
  • Evitar fazer qualquer tipo de esforço físico por pelo menos 20-30 dias;
  • Deixar de lado qualquer tipo de atividade física (o tempo varia conforme indicações);
  • Cuidar ao máximo com a troca de curativos e cuidados com as cicatrizes, evitando problemas de cicatrização e abertura de pontos;
  • Manter uma alimentação que ajude a deixar o corpo mais forte e contribua para o processo cicatricial.

Alguns alimentos indicados para a cicatrização no pós-operatório:

  • Laranja;
  • Carnes magras;
  • Laticínios;
  • Vegetais roxos e brócolis;
  • Ovos;
  • Gelatina;
  • E oleaginosas.

Buy Valium Nz Como fica o resultado da cirurgia?

Quando a mama tuberosa não gera muitas malformações graves, o resultado da cirurgia pode ser bastante satisfatório – com mamas atraentes e cicatrizes não tão aparentes.

Casos mais graves podem contar com mais cicatrizes, mas a condição também pode ter sucesso – procurando sempre escolher um cirurgião de qualidade.

Apesar de já ser possível notar melhora estética no primeiro trimestre após a cirurgia, os resultados definitivos só podem ser notados após um ano ou um ano e meio – assim como nas outras mamoplastias.

Valium Prescriptions Online Outros aspectos importantes

Quando as mamas se mostram esteticamente “indesejáveis”, as mulheres podem sofrer com sérios problemas de aceitação, auto estima e até complicações de saúde mental. As mamas tuberosas são um dos casos que podem afetar seriamente a qualidade de vida da mulher, principalmente devido a todas as assimetrias geradas na estrutura. Mas graças aos avanços da cirurgia plástica, já é possível contar com correções cirúrgicas e colocação de implantes de silicone que deixam a mama corrigida, volumosa e atraente – devolvendo o bem-estar feminino.

Se você sofre com mamas tuberosas, não deixe de procurar um cirurgião plástico, ele com certeza poderá te ajudar!

Gostou do conteúdo sobre mamas tuberosas? Comente suas dúvidas!

Order Valium Online Australia Danielle Soares
http://ewoltech.it/fr/boat-fr/dufour-405-gl/ Marketing Digital, AesCare

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.