O primeiro caso, conforme a Polícia Militar, aconteceu por volta das 1h40, em um lote abandonado que fica na rua Delnize Souto Mayor. No local, os militares encontraram o andarilho, que tem aproximadamente 60 anos, caído e já sem vida.

A perícia esteve no local e constatou que a vítima recebeu vários golpes na região da cabeça. Ainda não há informações sobre o suspeito do crime, mas câmeras de segurança de um imóvel próximo pode ter registrado a ação do bandido.

O corpo do morador de rua, que era bastante conhecido na região, foi encontrado depois que um outro andarilho foi até um bar e contou sobre o cadáver. A dona do estabelecimento, então, acionou a PM que, no local indicado, encontrou o cadáver.

O caso foi registrado na 3ª Delegacia de Homicídios de Venda Nova e será investigado pela Polícia Civil.

Passional

Na rua Taquaril, no bairro Jonas Veiga, um homem de 34 anos foi assassinado provavelmente por motivação passional. De acordo com testemunhas, o rapaz estava em casa quando um outro homem o chamou no portão. Ao aparecer na entrada da casa, a vítima foi baleada na cabeça.

A namorada do homem morto contou o crime foi passional, já que o companheiro havia se desentendido com um ex-namorado dela. Segundo a mulher, durante o dia, os dois teriam se desentendido, por meio do WhatsApp, e o ex teria ameaçado o atual de morte.

A PM foi até a casa do suspeito, que mora de Vespasiano, na Grande BH, mas o homem não foi localizado. A ocorrência foi registrada na 5ª Delegacia de Homicídios Sul e também será investigado pela Polícia Civil.

Por Renata Evangelista
rsouza@hojeemdia.com.br