Arnaldo Martins Colunistas

Eu te amo muito

Reprodução
Reprodução

Na semana que comemoramos o dia dos Pais, não poderia omitir parabeniza-los pelo seu dia.

Embora, eu sempre diga que o dia dedicado para as Mães e o dia dos Pais deve ser todos os dias dentro dos corações de nós filhos.

Infelizmente, não tenho mais o privilégio de ter os meus em vida aqui comigo, e posso dizer com grande certeza que, por mais valor e reconhecimento que damos a eles em vida, certamente é na falta deles que podemos concluir o quanto eram importantes para nós.

Quantas vezes nós filhos, aborrecemos nossos pais que em muitos momentos de fúria até dão má resposta. Mas com certeza no fundo do coração eles têm muito amor por nós seus filhos.

Por várias vezes fui repreendido pelo meu pai e agradeço-lhe porque sua intenção sempre foi me educar da melhor forma possível, e procurei sempre seguir seus passos em busca da sabedoria.

Lamentável que haja casos de discórdia entre filhos e pais, por apenas falta de um diálogo respeitoso e amável.

Se você me perguntar se trato minhas filhas como amigas, posso afirmar que não. Dou a elas o amor de pai e delas recebo o amor de filhas.

O amor de amizade é totalmente diferente e jamais deve ser comparado aos nossos filhos (as).

Atente para história abaixo:

Havia um menino, que brincava com seu irmão mais velho.

O menino de repente parou e olhou firme para o seu irmão mais velho e disse: Mano eu te amo muito.

E o irmão mais velho disse: Cala a boca seu burro, você tem de falar isso para uma mulher, e não para mim, agora saia daqui.

E o menino muito triste, saiu correndo para o encontro de seu pai que vinha do serviço.

O menino disse: Meu pai eu te amo tanto.

E o pai com tanta fúria disse: Saia daqui, eu não tenho tempo para ouvir tua estupidez, vai falar isso noutra pessoa.

E o menino saiu chorando e foi para sua mãe que estava na cozinha, e disse: Mãe nunca esqueça que te amo muito.

E a mãe disse: Meu filho, eu também te amo muito.

O menino ficou muito alegre com essas palavras da mãe.

Logo ao anoitecer, todos eles foram se deitar para dormir.

Quando amanheceu, o pai e a mãe acordaram, 30 minutos depois, o irmão mais velho também acordou, mais o menino não tinha acordado ainda.

Quando eles entraram no quarto do menino, encontraram-no morto.

Então o pai, a mãe, e o irmão mais velho, começaram a chorar.

Minutos depois eles viram uma carta que o menino havia deixado onde dizia: Nunca sinta vergonha de dizer para alguém eu te amo, porque Jesus amou até os seus inimigos.

Parabéns aos pais leitores de nossa Conversa Afiada, e parabéns aos filhos pelo pai que Deus te deu.

Diga um ao outro todos os dias: Eu te amo muito.

Colaborador-Academia

Até a semana que vem se Deus quiser, e Ele há de querer.

Por Arnaldo Martins

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

1 COMENTÁRIO

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Como eu gosto de ler a sua coluna Arnaldo. Traz boas reflexões .Admiro seu trabalho. Gosto muito de dizer e de ouvir”EU TE AMO”

Eldorado1300

AGENDA

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.