Cidade Destaques Super Destaques

Entenda como funciona a unificação da bilhetagem eletrônica do transporte coletivo em Sete Lagoas

Daniel Walker e Geraldo Vieira com Linda Martins
Daniel Walker e Geraldo Vieira com Linda Martins

Foram entrevistados no Radar Eldorado desta segunda-feira (05) o gerente da Turi Danillo Walker e o presidente da Cooperselta Geraldo Vieira, para explicarem a atual situação da unificação da bilhetagem eletrônica, no transporte público urbano de Sete Lagoas.

Segundo informações dos responsáveis das empresas, o decreto assinado na última semana do mês de julho, qualificou a partir do último domingo (04) a unificação das passagens e o uso do mesmo cartão independente de qual ônibus o usuário embarcar. “Os créditos no cartão valerão a partir de agora nos dois ônibus, independente do veículo que passar, seja turi ou alternativo”, afirmou o presidente da Cooperselta.

Danillo afirmou que a integração é realizada em todo o sistema operacional e comercial, além da integração da bilhetagem, “o acréscimo é de 30% nas viagens, saindo de 686 para 887 viagens, isso sem aumentar na quilometragem do sistema.  O ganho de viagens melhora no atendimento e não possui oneração no custo do sistema neste primeiro momento. Nosso objetivo real é atender melhor a população”, disse.

Geraldo Vieira destacou na entrevista que essa operação vem de encontro a um desejo antigo de toda a população. Ainda não é possível dimensionar o tamanho da importância desse feito para a empresa, porém o que é evidente, é que todos esperavam por isso. Quando o transporte alternativo foi devidamente legalizado, se estabeleceu uma guerra dentro de Sete Lagoas, uma guerra onde todo mundo perdia, as duas empresas, o município e principalmente a população.

Há quase um ano, é feito uma tratativa entre os dois segmentos para oferecer um serviço de melhor qualidade para a população e também para os prestadores de serviços das empresas, para que tenham uma condição melhor de trabalho, pois, a operação do sistema é complexo e diariamente lidam com as mais diversas dificuldades.

Para os usuários, as dúvidas são frequentes e as empresas possuem os canais de comunicação disponíveis para sanar as dúvidas da população. O telefone da Turi 2106-7000 e a loja Útil da Cooperselta em frente ao terminal urbano, que no próximo fim de semana será unificada com a loja Transcard. “A loja Transcard localizada em frente à Praça do Cat, será integrada a loja Útil da Cooperselta se tronando únicas. Agora temos um cartão, portanto uma única loja também. Ainda temos um estoque dos cartões de cada empresa, mas em breve será criada a nova marca e um novo cartão será disponibilizado”, afirmou Danillo.

Atualmente o sistema está 100% unificado.

No dia 1º de julho aconteceu a unificação do sistema de bilhetagem nos cartões, onde os cartões armazenavam os créditos das duas empresas, mas para o usuário ter acesso aos ônibus das duas empresas, era preciso adquirir os créditos nas duas lojas. Agora, tendo um saldo no cartão, independente de onde tenha sido recarregado, o cidadão terá o acesso liberado ao serviço em ambos sistemas de transporte, seja turi ou alternativo, podendo embarcar no primeiro veículo que passar.

A conciliação entre as empresas ocorreu de forma assertiva com a câmara de compensação. “Foi discutido até chegar no consenso de que o mais importante para o transporte alternativo é o fim da individualidade. Agora o proprietário do veículo da Cooperselta recebe de forma igualitária fazendo parte do sistema e não recebendo de acordo com o que trabalhava, pois uma linha deficitária recebia de forma desproporcional. Ao final do mês, retirada as despesas será feito o rateio, tornando igualitário o pagamento do funcionário da cooperativa”, contou Geraldo.

Outro destaque da entrevista é que com o sistema unificado existe uma sobra de veículos de ambas as empresas, e isso fará com que exista uma redução de veículos e assim acontece uma considerável redução no trânsito da cidade. “Nos horários entre picos, andavam os dois ônibus juntos e vazios, com horários fracionados. Agora com veículos individuais, favorecerá o trânsito e também ao meio ambiente”, disse Danillo e Geraldo completou “o espaçamento de 20 a 25 minutos nos horários entre as linhas será reduzido a um intervalo de 15 min”.

Ao serem questionados sobre a redução de funcionários nas empresas, os responsáveis afirmam que infelizmente ocorre sim um desligamento. Na empresa Cooperselta, precisa haver uma legalização dos funcionários para acabar com a informalidade dos motoristas, já na empresa Turi também haverá ajustes pontuais, nada que venha a afetar a população. Atualmente são 535 funcionários e o cenário do transporte vem mudando muito. Há 22 anos trabalhando no segmento do transporte, Danillo afirma que o transporte de aplicativo vem afetando muito, “é uma concorrência desleal e injusta se não regulamentada. O custo maior do transporte é a mão de obra”, disse.

Quanto aos agentes de bordo (trocadores), eles permanecem normalmente em suas funções, exigida pela lei municipal. A expectativa com a finalização da obra no Terminal Urbano é grande, pois isso possibilitará um trabalho organizado, podendo ser disponibilizado um serviço tecnológico, onde haverá um sistema de som informando a chegada do ônibus em determinado tempo, pois os veículos possuem GPS integrado, que possibilita essa informação. O objetivo é o melhor, levando para a população um serviço digno que ela merece.

Da Redação

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Aldryene Prata

Aldryene Prata

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.