Saúde Super Destaques

Crianças com 5 anos ou menos devem se vacinar contra sarampo e poliomielite

Reprodução
Reprodução

Entre 6 e 31 de agosto, ocorre a Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo e poliomielite, doenças já erradicadas que estão de volta e preocupam os médicos

A partir do dia 6 de agosto, crianças menores de 5 anos de todo Brasil já podem procurar os postos de saúde para se vacinarem contra o sarampo e a poliomielite. A medida faz parte da Campanha Nacional de Vacinação que se estenderá até o dia 31 de agosto e eleva o alerta para estas duas doenças que já foram erradicadas no país, mas voltam a assustar a população e a preocupar a comunidade médica.

Segundo Dr. Adelino Melo Freire, médico infectologista do Hospital Felício Rocho, o sarampo é uma doença infecciosa transmitida por um vírus através da fala, tosse ou espirro.  Seus sintomas são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, manchas avermelhadas na pele e brancas na mucosa bucal. Já a poliomielite, outra doença contagiosa e causada por vírus, e conhecida como paralisia infantil, pode ser transmitida pelas fezes de pessoas doentes e adquirida por meio de água e alimentos contaminados. “A doença pode ser grave, levando à paralisação do sistema muscular”, explica.

Ambas enfermidades haviam sido extintas no Brasil. O último caso de poliomielite confirmado foi no ano de 1989, na cidade de Souza, estado da Paraíba. Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), um certificado que acusava a eliminação da circulação do vírus do sarampo. Porém, em 2019, o sarampo voltou e já soma 426 casos confirmados em sete estados brasileiros, segundo o Ministério da Saúde, até meados de julho. São Paulo lidera o ranking com 350 vítimas, cerca de 82% do total. Em seguida aparece o Pará, com 53 infectados e o Rio de Janeiro, com 11. Minas Gerais e Amazonas possuem quatro casos cada, são três confirmações em Santa Catarina e ainda um caso em Roraima.

As quedas das taxas de imunização contra as duas doenças vistas nos últimos anos e a reintrodução do sarampo em território nacional endossa a importância da vacinação como principal ferramenta de controle dessas doenças. “A vacinação é a principal estratégia de prevenção e a melhor forma de combater as duas doenças. É essencial que os pais mantenham os cartões de vacinação das crianças atualizados, garantindo que as doses necessárias para proteção sejam realizadas”, evidencia Dr. Adelino.

A campanha
Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo é vacinar 95% das crianças de 0 a 5 anos. Esse percentual totaliza 11,2 milhões de pacientes que enquadram na faixa etária. No caso do sarampo, as crianças precisam tomar uma dose da vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. Já no caso da poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina, receberão essa primeira dose pela via injetável.  As que já passaram por uma ou mais doses terão à disposição a vacina por via oral

Eldorado1300

AGENDA

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Linda Martins

Linda Martins

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.