Cidade Policial Super Destaques

Sargento Tavares, responsável pelo Canil da PM, foi entrevistado no Programa Radar Eldorado

Sargento Tavares com Linda Martins no estúdio da Rádio Eldorado
Sargento Tavares com Linda Martins no estúdio da Rádio Eldorado

Recebido na manhã desta terça-feira (09) no Programa Radar Eldorado, o Sargento Tavares, há 25 anos atuando na Polícia Militar, contou como é a rotina e os cuidados com os cães policiais. O Sargento destacou que o sucesso na redução da criminalidade se deve também à importante participação dos cães.

A domesticação de cães na polícia teve início no século XIV, na França. Já o primeiro canil brasileiro foi criado há 69 anos em São Paulo, e em 1957 em Minas Gerais. Em Sete Lagoas, no 25º BPM, o canil completou 15 anos. A PM afirma que quando o cão é devidamente treinado e conduzido, ele é equiparado ao instrumento de menor potencial ofensivo. “Quando o policial precisa capturar e prender uma pessoa que cometeu um crime, o cão atua de forma menos agressiva. O cão imobiliza a pessoa causando um dano menor do que o disparo de uma arma de fogo utilizada pelo policial”, contou o Tenente.

Um dos destaques da entrevista, foram as características do cão policial, dentre elas, o olfato apurado. “O ser humano possui 5 milhões de células olfativas, já o cão possui 350 milhões, assim ele consegue distinguir a minuciosidade do que é sentido. “Utilizamos o cão na atividade de detecção de drogas, e a sinalização do cão quando é encontrado o que foi solicitado, é se deitar próximo do local”, afirmou o Militar.

Segundo informações do Tenente, o dia a dia dos cães envolve alguns cuidados essenciais como, a alimentação 1x ao dia, a higienização dos boxes e do canil diariamente, a escovação do pelos com o rasqueador para tirar os pelos mortos e o banho de 15 em 15 dias. O tempo de atuação do cão policial é de 8 a 10 anos, e quando o cão atinge essa idade ele é levado à doação. Destinado à alguma entidade social, para algum policial que atuou com o cão por um período de tempo ou por fim a terceiros, o cão recebe um novo lar para receber muito carinho e descanso. Este é o caso de uma das cadelas da PM, Luna, que está em processo de doação.”Adestrada e castrada, Luna é uma cadela da raça Labrador e possui temperamento dócil e sua recepção é sempre muito tranquila”, contou o Tenente. Para conhecê-la é possível agendar uma visita ao Batalhão.

Reprodução
Reprodução

Atualmente, 7 cães policiais atuam na equipe, sendo 6 pastores alemão, 4 na área de captura, 2 na área de farejamento e a cadela Alloha, a “princesa da PM”, da raça Golden Retrive, que atua em projetos sociais. “São essas as raças predominantes em Sete Lagoas, pois, são mais fáceis de domesticar e possuem uma estabilidade no comportamento”, afirmou o Tenente.

O Tenente Tavares destacou na entrevista um trabalho social realizado no Apae, juntamente com a polícia militar e profissionais da área da saúde. O serviço prestado aos especiais assistidos pelos Apae é a Sinoterapia. A equipe de 5 profissionais, envolve uma fisioterapeuta, uma fonoaudióloga, uma psicóloga, uma terapeuta ocupacional e um Policial Militar acompanhado de um cão adestrado. “A cadela Alloha é a protagonista de muitas atividades realizadas neste trabalho”, afirma o Tenente com grande alegria. O atendimento dura 30 min com o usuário de diversas patologias, e faixa etária. O cão na sinoterapia é um agente motivador. “Tem certos movimentos que o especial não consegue realizar sozinho, então é desenvolvido com ele a motivação de pentear o pelo do animal, escovar os dentes dele, fazer alguma brincadeira, tudo devidamente orientado pelas profissionais. O projeto é realizado às terças, quartas e quintas e há 12 anos essa parceria é firmada entre Apae e Polícia Militar.

O canil do 25º BPM é mantido pela própria Polícia Militar, e é o canil central que fornece os cães, o adestramento, e que faz a reciclagem dos militares fazendo a distribuição pra os setores. Hoje em Sete Lagoas, são 8 cães com exceção da Alloha, que estão prontos para serem empregados no serviço diário e é a PM que decide se é necessário a atuação dos cães nas operações.

Ao final da entrevista o Militar agradeceu a oportunidade de compartilhar as informações do canil policial na Rede Eldorado de Comunicação e afirmou que o Batalhão está de portas abertas para receber visitações. O agendamento à visitação pode ser feita pelo (31) 3027-3800.

Da Redação

Eldorado1300

AGENDA

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Aldryene Prata

Aldryene Prata

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.