Destaques Saúde

Febre maculosa, dengue e sarampo: Aprenda a diferenciar os sintomas

Em Contagem, pessoas vão à UBS em busca de atendimento (Amanda Dias/BHAZ)
Em Contagem, pessoas vão à UBS em busca de atendimento (Amanda Dias/BHAZ)

O surto de febre maculosa em Contagem e a epidemia de dengue em Belo Horizonte têm feito com que mais pessoas procurem os centros de saúde.

Na cidade da região metropolitana, quatro pessoas da mesma família morreram após terem sido picadas pelo carrapato-estrela, o transmissor da febre maculosa. Por lá, seis casos da doença já foram confirmados.

Em BH, 38.868 casos de dengue foram confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde. O número poderá ser ainda maior, visto que há 55.419 casos pendentes. A grande quantidade de casos registrados faz com que a cidade enfrente uma epidemia da doença.

Febre alta e dores de cabeça são alguns dos sintomas semelhantes da dengue e da febre maculosa. Mas como descobrir com qual destas doenças você está ou se ela até mesmo não é sarampo? Em conversa com o BHAZ, os infectologistas Marize Fonseca, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e Carlos Starling explicaram as diferenças.

Sintomas semelhantes

“Os sintomas são praticamente os mesmos e o quadro agudo se manifesta em febre alta, junto com dor de cabeça, muscular e nas articulações. Além disso temos as manchas vermelhas pelo corpo”, apontou Marize.

Engana-se quem pensa que os sintomas são semelhantes somente nestas doenças. “A leptospirose também se manifesta com dores musculares e febre, até mesmo reações alérgicas a medicamentos podem ter sintomas parecidos”, explica Carlos.

Manchas vermelhas

Uma característica é fundamental para a diferenciação das enfermidades: o vermelhidão pelo corpo, conforme detalha Carlos. “As manchas do sarampo vêm precedidas de sintomas respiratórios que se assemelham com uma gripe forte: congestão nasal, coriza e mal estar. Essas manchas aparecem após cinco dias do sintomas iniciais. Na dengue, por exemplo, os sintomas respiratórios são praticamente inexistentes. A característica principal é a dor de cabeça intensa atrás dos olhos. Aqui as manchas aparecerão também por volta do quinto dia”.

A febre maculosa diferencia-se do sarampo e da dengue pelo fato da febre alta e do aparecimento imediato do vermelhidão. “Nesta doença a febre é muito alta e geralmente acima dos 39ºC e as manchas podem estar presentes desde o primeiro dia no corpo”.

Manchas vermelhas da febre maculosa (Instituto Oswaldo Cruz/Divulgação)
Manchas vermelhas da febre maculosa (Instituto Oswaldo Cruz/Divulgação)

Cuidado por onde anda

Apesar disso, Marize Fonseca aponta que “em torno de 50% das pessoas com febre maculosa não apresentam as manchas”. E outro aspecto torna-se fundamental para diferenciar as doenças: os locais frequentados pelo paciente.

“Se a pessoa tiver ido a lugares com cavalos e capivaras é importante informar aos médicos. Mesmo que não tenha encontrado carrapato pelo corpo, comunicar o profissional da saúde é essencial”, alerta.

“Precisamos ficar atentos aos lugares onde vamos”, destaca ressaltando que o vírus da dengue deixará de circular neste momento, por conta do fim da estação de calor, mas que até outubro é preciso ficar atento com a febre maculosa, pois nesta data encerra-se o período do carrapato.

Em Contagem, a prefeitura espalhou cal em um terreno infestado por carrapato-estrela. As pessoas que morreram na cidade tiveram acesso ao local (Guarda Civil de Contagem/Divulgação)
Em Contagem, a prefeitura espalhou cal em um terreno infestado por carrapato-estrela. As pessoas que morreram na cidade tiveram acesso ao local (Guarda Civil de Contagem/Divulgação)

Recomendações

A infectologista destaca que alguns cuidados precisam ser tomados para evitar a febre maculosa, principalmente para aqueles que moram próximos das áreas de risco. “Use roupa comprida e coloque a barra da calça para dentro, para dificultar a entrada do vetor”.

Verificar se o transmissor está no corpo é outra forma de prevenir. “Quanto menos tempo o carrapato ficar na pele melhor. O tempo necessário para que ele transmita a doença é de quatro horas”, disse.

Uma dica para aqueles que por ventura encontrarem o carrapato é ao retirá-lo do corpo com cuidado. “O ideal é fazer a retirada utilizando uma pinça”.

Para prevenir a dengue, a população deve evitar os focos de água parada. Sobre os mais de 30 mil casos confirmados em BH, a infectologista explica que a cada três anos há uma epidemia da doença. “Nós temos quatro sorotipos de vírus e o deste ano é o de número dois, o que está associado a quadros mais graves. Se você pegar os números de casos de dengue nos anos anteriores verá que o número é menor”.

O sarampo deve ser prevenido com a vacinação, conforme explica Marize Fonseca. Em todos os casos, mas principalmente na febre maculosa, pelo fato do surto estar havendo, quanto mais rápido o diagnóstico acontecer, melhor será o tratamento.

Doenças

Dengue

Os sintomas da dengue clássica são febre alta (geralmente dura de 2 a 7 dias), dor de cabeça, dores no corpo, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, náuseas, vômitos e manchas vermelhas no corpo.

Nos casos graves o doente também pode ter sangramento da mucosa (nariz, gengivas), dor abdominal intensa, vômitos persistentes, diminuição repentina da temperatura ou hipotermia.

As formas de prevenção consistem em eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti.

Aedes aegypti é o transmissor da dengue e deve-se evitar água parada (Divulgação/Fiocruz)
Aedes aegypti é o transmissor da dengue e deve-se evitar água parada (Divulgação/Fiocruz)
Febre maculosa

Os sintomas são febre alta, dor de cabeça, dor no corpo. Caso apresente estes sintomas, procure imediatamente o serviço de saúde e relate este contato ao médico.

Em ambientes com vegetação e presença de animais como cavalos, capivaras e cães, tais como beira ou orla de lagoas, parques ou reservas ecológicas e áreas de gramados, são favoráveis à infestação de carrapatos.

Nestes locais, use roupas de cor clara e calçados fechados, preferencialmente com meias brancas e de cano longo para facilitar a visualização do carrapato; evite sentar e deitar em gramados nas atividades de lazer como caminhadas, piqueniques, pescarias e prática de slackline; mantenha os terrenos e gramados capinados rente ao solo, facilitando a penetração dos raios solares; aplique carrapaticidas.

Carrapato-estrela transmite a febre maculosa (Adelcio Barbosa/Prefeitura de Contagem)
Carrapato-estrela transmite a febre maculosa (Adelcio Barbosa/Prefeitura de Contagem)
Sarampo

Os sintomas do sarampo são febre alta, conjuntivite, dor de cabeça, tosse, coriza, manchas vermelhas no corpo e manchas brancas na mucosa, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas. Caso apresente algum dos sintomas, procure imediatamente o serviço de saúde.

A principal forma de prevenção é a vacina. Para a proteção contra o sarampo são necessárias duas doses para quem tem até 29 anos de idade. Para maiores de 29 anos é necessária apenas uma dose.

Vacinação é a prevenção contra o sarampo (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Vacinação é a prevenção contra o sarampo (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Com BHAZ

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Aldryene Prata

Aldryene Prata

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.