Destaques

Greve tem metrô parado, protestos em vias e trânsito complicado em BH

Maurício Vieira/Hoje em Dia /
Maurício Vieira/Hoje em Dia /

Metrô 100% parado, manifestações em rodovias e avenidas, ônibus circulando lotados e trânsito complicado em praticamente todas as regiões de Belo Horizonte. Este é o cenário provocado pela greve geral convocada por sindicatos nesta sexta-feira (14).

O protesto teve adesão integral dos metroviários, que cruzaram os braços e não colocaram os trens para rodar nesta manhã. Por meio de nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) disse que obteve liminar do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinando o funcionamento de 100% dos trens, no horário das 5h30 às 10h e das 16h às 20h, durante a paralisação.

Contudo, a decisão não foi cumprida pelos trabalhadores. O sindicato da categoria alegou que não foi notificado a tempo de desmobilizar o ato. As estações fechadas acabaram pegando muita gente de surpresa. A recepcionista Leandra Santos, de 34 anos, por exemplo, esperava os trens circulando nos horários de pico.

“Vi nos jornais que funcionariam até as 10h e, por isso, vim para a estação Carlos Prates. Cheguei aqui e não tem metrô. Sou a favor da greve, mas não pode parar 100% e atrapalhar a população”, pontou. Sem o meio de condução que costuma pegar, ela disse que arrumaria outra alternativa, “mas vou me atrasar para chegar no trabalho”, lamentou.

A salgadeira Edvania Gomes, de 48, que também pega o metrô diariamente, disse ser favorável ao protesto deflagrado nesta quinta. “Tudo no Brasil tem que fazer greve, porque se não tiver greve, nada melhora. Essa é a única forma de chamar atenção”, declarou. Sabendo da paralisação, ela trocou o metrô pelo ônibus para conseguir chegar ao serviço, mas confessou que teve que se espremer devido à lotação dos veículos.

Os ônibus não aderiram ao movimento e estão circulando pela cidade. Mas além do maior fluxo de passageiros e do trânsito carregado, os motoristas também estão enfrentando protestos no trajeto. Várias avenidas de grande circulação, como a Antônio Carlos e o Anel Rodoviário, estão parcialmente fechadas. Isso porque manifestantes atearam fogo em pneus e pedaços de madeira para para bloquear o trânsito.

A pauta principal da greve geral, segundo centrais sindicais, é manifestar contra a proposta do governo para a reforma da Previdência, mas também estão entre as reivindicações maior geração de empregos formais, retomada do crescimento da economia e protestar contra o contingenciamento na Educação.

Protestos em rodovias

O Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais (Sindipetro-MG) faz uma manifestação, na manhã desta sexta, na rodovia Fernão Dias, impactando o trânsito em Betim, na Grande BH.

Manifestantes fecham parte da BR-381, na entrada Refinaria Gabriel Passos (Regap). Uma longa fila de carros se formou na rodovia nos dois sentidos da via.
Uma manifestação também afeta do trânsito na BR-040, na altura de Congonhas, na Região Central de Minas. Conforme a Via 040, que administra a rodovia,  a passagem de veículos foi bloqueada nos dois sentidos por causa de protesto.

Com Hoje em Dia

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Aldryene Prata

Aldryene Prata

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.