Super Destaques

Dengue ‘explode’ e BH tem duas mortes e cinco mil casos confirmados em uma semana

SES/Divulgação /
SES/Divulgação /

Os casos de dengue tiveram uma explosão em Belo Horizonte nos últimos sete dias. No intervalo de uma semana, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) confirmou cinco mil novos registros da doença na capital mineira. As confirmações saltaram de 10.490 para 15.491, aumento de 47,67%.

Além disso, a cidade também contabilizou duas novas mortes em decorrência da enfermidade. Com isso, o número de óbitos por dengue em BH passou de quatro para seis. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (17) e, de acordo com a pasta, 40.934 casos de pacientes que procuraram as unidades de saúde com sintomas da doença aguardam resultados de exames laboratoriais.

Conforme o levantamento, a região do Barreiro é disparadamente a mais crítica da cidade. A área contabilizou, até o momento, 5.266 confirmações da doença. Na sequência aparecem as regiões Nordeste (1.830), Noroeste (1.658), Pampulha (1.566) e Leste (1.343).

Com relação as mortes, a SMSA informou que das seis vítimas, quatro já tinha outras doenças “que contribuíram para complicações nos quadros dos pacientes”.

Postos abertos

Para atender os pacientes com dengue, já que os números não param de crescer, a prefeitura informou que abrirá o Centro de Saúde Santa Terezinha (Pampulha), que fica na rua Senador Virgílio Távora, número 157, na Pampulha, aberto neste sábado (17), das 8 às 17h. “O objetivo é garantir e ampliar o acesso da população com sintomas de dengue, às unidades de saúde”, destacou o executivo.

Além do posto, os três Centros de Atendimento à Dengue (CAD), também ficarão abertos
das 7 às 18 horas. Os CADs atendem exclusivamente pacientes com sintomas da doença. Eles ficam nos seguintes endereços:

– CAD Barreiro (Praça Modestino Sales Barbosa, 100 – bairro Flávio Marques Lisboa)
– CAD Nordeste (Rua Joaquim Gouvêia, 560 – bairro São Paulo)
– CAD Venda Nova (Rua Padre Pedro Pinto, 175 – 2º andar)

Chikungunya e Zika

O balanço da SMSA também revela que, até o momento, BH registrou 21 casos de chikungunya, sendo que sete contraíram a doença na capital e sete pegaram o vírus fora de BH. Os outros sete casos têm origem indefinida. Há também um caso confirmado de zika na cidade.

Ajuda financeira

Na última quarta-feira (15), como mais uma medida para tentar conter o avanço da doença em Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou a liberação de R$ 1,74 milhão para ajudar 45 municípios que enfrentam epidemia da doença transmitida pelo Aedes aegypti.

Com BHAZ

Eldorado1300

AGENDA

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Avatar

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.