Destaques

Vale terá que construir ponto de captação de água para evitar desabastecimento em BH

Água do rio Paraopeba não é captada desde o rompimento da barragem (Amanda Dias/BHAZ)

Para evitar o desabastecimento de água em Belo Horizonte, por conta do rompimento da barragem Mina Córrego Feijão, em Brumadinho, em janeiro, a mineradora Vale S/A deverá construir um novo local de captação dos recursos hídricos. A decisão tomada em audiência de conciliação, nessa quinta-feira (9), determinou que as obras devem estar concluídas até setembro de 2020.

Desde que a barragem da Vale se rompeu na cidade da Grande BH, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) suspendeu a captação de água do Rio Paraopeba. Devido ao “mar de lama” de atingiu o rio, o recurso hídrico apresenta riscos à saúde humana e animal e não deve ser consumido.

O novo sistema de captação será construído no mesmo rio, porém 12 quilômetros acima da Estação de Tratamento de Água ETA de Rio Manso. Na audiência ficou definido que o governo de Minas Gerais deverá agilizar em caráter emergencial as autorizações e licenciamentos para que a construção seja viabilizada.

Impactos da tragédia

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) apresentou durante a audiência um projeto de avaliação de necessidades sobre os impactos causados pela tragédia. Nele, estão previstas soluções que visam recuperar e reconstruir o patrimônio cultural e artístico, de estruturas urbanas e das áreas ambiental, educacional e de saúde nas regiões do Estado afetadas.

As propostas do plano estão previstas para ser implementadas a partir do dia 21 deste mês, e foi solicitada pelo juiz Elton Pupo Nogueira, da 6ª Vara Estadual.

Pagamento emergencial

A Vale informou que mais de 32 mil pessoas já receberam o pagamento emergencial e outras 26 mil estão com datas agendadas para atendimento na empresa. A mineradora ainda se comprometeu a atender, no prazo de 24 horas, possíveis necessidades dos atingidos em relação à falta de água potável.

As dívidas dos produtores rurais atingidos pelo desastre, especialmente com instituições financeiras, deverão ser apresentadas ao juiz Elton Pupo Nogueira na próxima audiência de conciliação que acontecerá no dia 21, já que as negociações direto com a mineradora não estão avançando.

Com BHAZ

Redação Redação

Redação Redação

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado