Entretenimento

Série artistas sete-lagoanos: rapper Lion Mano lança música Observar e Absorver

Foto: Davi Mello/
Foto: Davi Mello/

O rapper Lion Mano lançou nessa quarta-feira (17) a música Observar e Absorver no YouTube. Com influências de artistas de Sete Lagoas e do rap nacional, é o segundo single do sete-lagoano.

Lion Mano afirma que a música é um convite à reflexão em como lidar com o que se vê e se experiencia tanto no mundo real quanto no digital, além de ponderar quais lições e aprendizados podem ser usufruídos dessas vivências, e como é importante saber filtrar o que se absorve.

O sete-lagoano sempre gostou de rap, tanto que essa afinidade fomentou não só o desejo de escutar e curtir, mas também de fazer e criar. Isso é o que acontece com muitos, todavia, poucos realmente correm atrás e conseguem.

Lion explica que sua maior influência musical é o rapper, cantor, compositor e ator brasileiro Sabotage. Uma vez que além de admirar o que ele representa musicalmente com sua lírica e levada*, sua personalidade humilde e simples, o rapper se identifica com as visões de mundo, ideias sobre o sistema e outros posicionamentos que Sabotage possui. Outras influências do artista mineiro são Criolo, Djonga e Emicida.

Confira a entrevista com o rapper:

• Como surgiu o seu nome artístico?

O vulgo Lion Mano é uma interpretação do meu nome. Leandro significa homem leão ou lion man em inglês, o mano entra para dar uma brasilidade ao nome.

• Quando e como começou a compor?

Comecei a compor em 2016, momento em que percebi meu papel no mundo e entendi que através das minhas vivências eu poderia escrever e passar uma mensagem de um mundo melhor.

• A quais assuntos você dedica as suas composições?

Os temas são livres, gosto de fazer músicas de protesto, love songs*, músicas reflexivas. Mas tudo depende do momento em que eu me encontro, escrevo sobre o que eu vivo no dia a dia, histórias que leio ou acontecimentos que me marcaram.

• Entre as suas músicas autorais, você tem uma favorita que teve um significado especial?

Cada música tem um significado enorme para mim, eu escrevo na base das minhas vivências, lutas internas, sobre o dia a dia e o que acontece no mundo real. Isso faz com que eu me sinta verdadeiro e sendo quem eu sou.

Tenho uma música no estilo Love Song, que ainda será lançada, que eu a fiz um tempo atrás quando estava em um momento romântico, essa música é dedicada a uma pessoa que passou na minha vida.

Foto: Davi Mello/
Foto: Davi Mello/

• Você acha que está faltando algo no cenário do rap atualmente ou que tem algo saturado que precisa ser deixado de lado?

O movimento rap vive um grande momento, tanto no cenário nacional quanto no internacional. Tem ganhado visibilidade e alavancado muitos artistas. Sinto falta de ver mais mulheres tendo essa mesma visibilidade.

• O que o seu rap irá adicionar ao movimento do gênero musical?

Pretendendo somar na cena com um som que tenha como referência diversas vertentes da música como jazz, R&B, trap, funk, samba, música eletrônica, entre outros estilos. A ideia é mesclar o novo com o antigo para criar uma identidade original, mas que também não seja fixa. Eu me considero um explorador musical, não me apego ao estilo, mas sim as sensações que a música provoca no ouvinte. Com a minha arte eu quero espalhar uma mensagem de positividade e reflexão e assim pretendo alcançar o máximo de pessoas possível.

• Você acha que Sete Lagoas possui bons locais expositivos?

Sim, a cena na cidade tem crescido, ganhado espaço em locais comerciais e na programação de festivais e festas que acontecem pela região, além das batalhas de Mc* que são realizadas na cidade. Mas ainda falta espaço e oportunidades para manter um cronograma estável de eventos relacionados à cultura Hip Hop.

• Quais são os seus planos profissionais para este ano de 2019?

Atualmente, o foco é divulgar o meu segundo single “Observar e Absorver”, finalizar outras canções que estão em processo de produção em colaboração com o beatmaker e produtor da Fractal Beats Pedro Enes, além de finalizar algumas participações em cyphers* com os artistas da cena de rap de Sete Lagoas. Esse ano irei lançar mais três singles e um EP no segundo semestre. Pretendo produzir videoclipes para algumas dessas músicas e desenvolver alguns projetos em parceria com outros Mcs que também serão realizados ao longo deste ano. Dessa forma, pretendo consolidar o meu repertório de músicas autorais e divulgar o meu trabalho.

Você pode acompanhar o trabalho do Lion Mano pelo InstagramFacebookSpotify e Youtube.

Vocabulário: 

Lyric video: Vídeo com letra de música.

Levada: Forma como se expressa, domina e harmoniza letra, conteúdo e melodia de uma música.

Love songs: Letras com conteúdo romântico.

MC: abreviatura de master of ceremony (mestre de cerimônias). Rappers que cantam e animam os bailes.

Cyphers: Movimento como objetivo reunir MCs, sendo eles de grupos ou artistas solos, para rimas inéditas e com uma conexão de palavras mais complexas, com um DJ responsável pelo beat.

Com setelagoas.com.br

Eldorado1300

AGENDA

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Aldryene Prata

Aldryene Prata

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.