Policial

Atirador abre fogo em mesquita durante ‘live’ no Facebook e deixa ao menos 30 mortos

Pelo Facebook um dos envolvidos transmitiu o massacre (Reprodução/Facebook)
Pelo Facebook um dos envolvidos transmitiu o massacre (Reprodução/Facebook)

A cidade de Christchurch, em Nova Zelândia, vive momentos de terror nesta sexta-feira (15). Tiroteios em mesquitas e nos arredores de um hospital deixam ao menos 30 mortos, segundo informações de autoridades locais. Um dos atiradores realizou o ataque em uma transmissão ao vivo (chamada de live, em inglês) no Facebook.

As informações preliminares dão conta de que esse autor que transmitiu parte do massacre chama-se Breton Tarrant, tem 28 anos, e é australiano. A motivação do ataque, segundo o próprio publicou em redes sociais, seria “para se vingar das milhares de vidas europeias perdidas em ataques terroristas em terras europeias”.

Autoridades locais já afirmam que ao menos quatro pessoas participaram dos ataques em duas mesquitas – três homens e uma mulher. A polícia neozelandesa não descarta a possibilidade de outros participantes no massacre estarem à solta.

As mesquitas atacadas chamam-se Lindwood e Masjid Al Noor. A primeira estava lotada no momento do ataque, com cerca de 300 pessoas. Informações da mídia local afirmam que um dos criminosos fechou a saída da mesquita enquanto o tiroteio ocorria – inclusive em banheiros do espaço.

Um time de críquete de Bangladesh estava inteiro em uma das mesquitas, mas, segundo informações iniciais de autoridades locais, passou ileso ao ataque. O grupo viajava pela Oceania para preparar-se para uma competição internacional.

Chegou a ser divulgada a informação de que um hospital também teria sido alvo dos criminosos, mas a última confirmação aponta que, na verdade, os disparos ocorreram nos arredores da unidade de saúde.

Já teriam sido contabilizados 30 mortos e dezenas de feridos gravemente. A polícia encontrou uma bomba em um carro a cerca de 3km de uma mesquita.

Christchurch é a maior cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia e a terceira maior cidade de Nova Zelândia, com cerca de 376 mil habitantes. Apesar disso, é considerado um município pacato.

A cidade ficou praticamente sitiada. Alunos ficaram detidos dentro das escolas, para garantir a segurança própria, e hospitais suspenderam atendimento – a não ser para as vítimas do massacre. A polícia ordenou ainda que todas as mesquitas da Nova Zelândia fossem evacuadas.

*Com Bhaz

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.