Cruzeiro leva bicampeonato e passa a ser o maior campeão

O título veio em cima do Corinthians dentro da Arena Itaquera, em São Paulo

0
517
Reprodução/Ilustrativa

Com seis taças, o Cruzeiro é o maior campeão da Copa do Brasil. A hegemonia celeste veio nesta temporada, com o bicampeonato pra cima do Corinthians em plena Arena Itaquera, em São Paulo. O clube mineiro começou a temporada 100% focado na Libertadores, mas acabou eliminado nas quartas de final para o Boca Juniors e teve que buscar outro objetivo. Distante da liderança do Campeonato Brasileiro, apostou todas as suas fichas na competição mata-mata.

Pela regra da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), os clubes classificados para a Libertadores entram direto nas oitavas de final da Copa do Brasil. Com o Cruzeiro, é claro, não foi diferente. O time começou a competição já diante do Atlético-PR e se classificou com vitória por 2 a 1 em Curitiba e empate por 1 a 1 em Belo Horizonte, mas o seu foco total ainda não estava na competição nacional.

Sofreu demais para eliminar o Santos, depois de vencer o primeiro jogo por 1 a 0 na Vila Belmiro, perdeu por 2 a 1 dentro do Mineirão e teve que decidir a vaga nos pênaltis. Graças ao ídolo Fábio, o clube continuou vivo na competição.Na semifinal aumentou ainda mais a pressão, já que bateu justamente com as datas da eliminação na Libertadores. Não tinha outra opção, era passar pelo todo poderoso Palmeiras.

Cruzeiro leva bicampeonato e é o maior campeão da Copa do Brasil

Cruzeiro leva bicampeonato e é o maior campeão da Copa do Brasil

 

No primeiro jogo, em uma das melhores exibições coletivas do time de Mano Menezes, veio a vitória por 1 a 0 contra o Palmeiras dentro do Allianz Parque. No jogo de volta, com uma marcação muito forte no meio de campo e a inoperância do adversário, o empate assegurado por 1 a 1 no Mineirão e a classificação para a final. Do outro lado da chave, o desacreditado Corinthians bateu o Flamengo por 2 a 1 em casa e também avançou.

Para a grande final teve de tudo, até a presença do árbitro de vídeo (VAR), que mudou a história da competição. Em Minas Gerais, no primeiro jogo, o Cruzeiro conseguiu arrancar uma vitória magra, sofrida, por 1 a 0 e deixou a decisão em aberto para o jogo de volta. Em São Paulo, o Corinthians jogou muito bem e tinha tudo para virar o resultado, mas acabou surpreendido nos contra-ataques e perdeu por 2 a 1, decretando o bicampeonato mineiro.

*Com Futebol do Interior

Deixe uma resposta