Atlético tenta usar amizade de Marques com Tardelli em negociação; presidente comenta

1
54
Foto: Web

Jogador de 33 anos se despediu do Shandong Luneng, clube que defendeu na China

O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, tratou de esfriar a possibilidade de o atacante Diego Tardelli voltar ao clube. O mandatário alvinegro deixou as portas abertas ao jogador de 33 anos, mas não demonstrou tanto otimismo quanto a um eventual retorno em 2019.

Diretor de futebol interino, Marques atendeu a um pedido de Sette Câmara e conversou com o ex-companheiro Tardelli sobre a possibilidade de volta ao Atlético. A tendência, entretanto, é que o atacante siga no futebol chinês por mais tempo.

“É uma pressão grande demais. Eu gostaria imensamente, sem dúvida nenhuma. Tanto é que eu pedi o Marques para procurá-lo. O Marques, amigo pessoal dele (Tardelli), teve uma conversa com o Tardelli. Todo mundo sabe o quanto ele gosta do Atlético, o quanto ele ama o Atlético… Mas o Tardelli disse que está muito feliz na China, que a família dele prefere ficar lá”, disse, em entrevista à Itatiaia nesta quarta-feira.
Após deixar o Atlético pela segunda vez, Diego Tardelli defendeu o Shandong Luneng, da China, entre 2015 e 2018. Nesta quarta, o atacante se despediu do clube chinês e despistou sobre o próprio futuro.
“Estou supertranquilo e já conversei com o meu empresário. Sei que tem clubes do exterior e do Brasil interessados e ele sabe o que eu pretendo fazer. Assim que as coisas forem se ajeitando, vou conversar com a minha família e definiremos o melhor para nós”, disse.
Apesar de admitir a dificuldade de um eventual negócio por Tardelli, o presidente Sérgio Sette Câmara reforçou a intenção de ter o atacante caso ele mude de ideia.
“O contrato está terminando (com o Shandong Luneng), mas parece que tem três propostas (de clubes chineses). É óbvio que deixamos para ele a porta aberta e (pedimos) obviamente que, se ele mudasse de ideia e vier para o Brasil, que ele dê preferência para o Atlético. Obviamente, nós faríamos de tudo para ter o Tardelli conosco. Mas aí é uma questão pessoal dele, da família dele, que parece que quer permanecer lá na China”, completou.
Da redação:superesportes

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta