Folha de pagamento consome 53% do orçamento

0
110
ESTREIA - Evento foi a primeira audiência pública da nova sede do Legislativo - Foto Ascom Câmara Municipal de Sete Lagoas

Executivo presta contas do 2º quadrimestre fiscal de 2018 na Câmara de Vereadores

O Executivo apresentou para os vereadores, em audiência pública na última segunda-feira (26), o relatório da gestão fiscal no último quadrimestre. A apresentação do balanço marcou a primeira atividade oficial realizada no novo Plenário Deputado Wilson Tanure.

A primeira apresentação do relatório da gestão fiscal foi feito pela Secretaria de Administração. O objetivo da audiência é demonstrar e avaliar o cumprimento das metas fiscais no período entre os meses de maio e agosto.

De acordo com a apresentação feita pela técnica fiscal Ivonete Fernanda, a receita total foi de R$ 418,3 milhões, um aumento de R$ 39,5 milhões em comparação ao mesmo período do ano passado. Na época, foram contabilizados R$ 570 milhões e, agora, o balanço fechou em R$611 milhões. A despesa total empenhada foi de R$ 514,3 milhões e a liquidada (já paga) foi pouco superior a R$ 300 milhões.

A arrecadação total do município no ano passado foi de R$ 717 milhões contra R$ 687 milhões previstos para este ano. Desse valor, o percentual de 53% é consumido pela folha de pagamento. O que foi criticado por Milton Martins. “Tem que ter o enxugamento. Se não fizermos o dever de casa e reduzirmos a folha, não vamos conseguir”.

O vereador Rodrigo Braga (PV) cobrou a redução dos cargos de indicações políticas.

Da Redação

Deixe uma resposta