Cidade Super Destaques

Autores sete-lagoanos são destaques na 1ª Bienal do Livro

Divulgação
Divulgação

Além de nomes consagrados pela mídia nacional, a 1ª Bienal do Livro de Sete Lagoas (25 a 29 de setembro) vai abrir espaço para sete-lagoanos apresentarem obras inéditas para o público. Márcio Vicente da Silveira Santos, Mariza da Conceição Pereira e Renato Alves são alguns dos nomes que aparecem como destaque na programação que ainda traz outras atrações locais e nomes como Zeca Camargo, Fabrício Carpinejar, Evandro Affonso Ferreira e Cris Guerra. O evento é uma realização da Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Juventude, e foi instituído a partir de uma proposta apresentada do Legislativo pelo vereador Cláudio Nacif Caramelo.

RENATO ALVES

Nascido em Sete Lagoas em 1974 e radicado em Brasília desde 1999, Renato Alves é autor de dois livros-reportagem: O Caso Pedrinho (Geração Editorial, 2015) e O povo da Lua (Outubro, 2016). Formado em jornalismo pela PUC-MG e pós-graduado em comunicação em mídias sociais pelo UniCeub, ele começou a carreira em 1997, como estagiário. Desde 2000, trabalha no jornal Correio Braziliense, onde exerce as funções de repórter-especial, articulista e editor. Também é colunista do Aqui-DF, diário do mesmo grupo do Correio.

Pelo Correio Braziliense, Renato Alves ganhou os principais prêmios de jornalismo do país, como o Esso e o Embratel. Também cobriu alguns dos principais eventos do século XXI, como o terremoto que devastou o Haiti e a Copa do Mundo da África do Sul, ambos em 2010.

Recentemente, em setembro de 2017, passou 10 dias na Coreia do Norte. Era o único jornalista ocidental no país no dia do bem sucedido teste da sua Bomba H. A viagem resultou em mais uma série de reportagens no Correio Braziliense e é parte do projeto do seu terceiro livro, O reino eremita (Editora Quixote) que será lançado em Sete Lagoas.

A obra nos apresenta um país marcado pelo ambiente opressivo e por fortes restrições de expressão. Por meio de uma narrativa singular, que nos traz belas imagens e detalhes curiosos sobre a cultura, o contexto histórico e os aspectos de uma nação ainda desconhecida a Coreia do Norte é vista por dentro. O país é descrito para além da lendária figura do ditador Kim Jong-um e sua política, marcada por programas nucleares e embates com os Estados Unidos. O leitor pode efetivamente vivenciar um pouco desse isolado e hermético país. Além de texto, fotografias coloridas revelam a sensibilidade do autor, jornalista com 20 anos de carreira profissional e vencedor dos principais prêmios de jornalismo do país.

MÁRCIO VICENTE DA SILVEIRA SANTOS

Três homens de Imprensa, coincidentemente pioneiros, políticos e escritores, estão tendo suas histórias contadas pelo pesquisador Márcio Vicente Silveira na monografia “Três Jornalistas do Sertão”, que será lançada na Bienal do Livro. Na obra são focalizados Avelino Fósculo, jornalista, teatrólogo e escritor “anarquista”, que viveu em Tabuleiro Grande (hoje, Paraopeba) nos anos 1900 e ali desenvolveu importante ação cultural; e José Guilherme, igualmente jornalista, escritor e político, que na mesma época fez trabalho idêntico em Traíras (hoje, Pirapama).

O terceiro nome é Dr. João Antônio de Avellar, que Márcio Vicente aponta como “o sete-lagoano de biografia mais ilustre”. Segundo informa, ele é o pioneiro da Imprensa em Sete Lagoas, tendo lançado em 1894 “O Setelagoano”. Foi médico e educador, deixou extensa obra literária e, por sua iniciativa, foi construído o “Teatro Redenção”. Ingressando na carreira política, foi vereador, agente-executivo (prefeito) e senador em Minas Gerais. Deputado federal, assinou a primeira Constituição republicana do Brasil, em 1891.

Esta não é a primeira vez que Márcio Vicente Silveira aborda tema ligado à história de Sete Lagoas. Nessa vertente, ele já lançou vários livros, como “Origens do Casarão” (1980), “100 Anos de Imprensa em Sete Lagoas” (1994), “Nossa Terra, Nossa Gente” (1997), “Doutor Márcio Paulino – Uma história biográfica” (1997) e “Tiradentes em Sete Lagoas” (2010). Em novembro, o autor vai lançar “Sete Lagoas, Século XVIII”, onde situa a cidade como um dos mais importantes entrepostos comerciais da Capitania de Minas Gerais nos anos 1780.

MARIZA DA CONCEIÇÃO PEREIRA

Nascida no dia 9 de julho de 1940 em Sete Lagoas, fez os estudos primários na Escola Professor Cândido Azeredo e os estudos secundários nas escolas Técnica de Comércio e Normal Regional de Matozinhos. Cursou três faculdades, trabalhou como auxiliar de escritório, bancária, mas fez uma marcante carreira como professora durante 29 anos. Foi Diretora do Departamento Municipal de História quando reativou e dirigiu o Museu Histórico Municipal. Permaneceu na Secretaria de Cultura até 2017 quando se aposentou. Foi por mais de 20 anos presidente do Clube de Letras de Sete Lagoas e ainda membro fundador e secretária geral da Academia Sete-lagoana de Letras. Também é membro fundador e primeira secretária da União Brasileira de Trovadores.

Mariza da Conceição Pereira ganhou o 1º lugar, recebendo Medalha de Ouro, no Concurso Internacional de Poesia, promovido pela Academia Internacional de Letras do Rio de Janeiro, no ano Internacional da Criança (1979), com o poema “Criança e Guerra”. Tem as seguintes obras publicadas: Vida Poemas (1967), Marijande na Escola – Poemas e Coros Falados (1972), Livro de Ouro 1964-2014 – Cinquentenário Clube de Letras de Sete Lagoas (2014).

Agora, na 1ª Bienal do Livro de Sete Lagoas, Mariza da Conceição Pereira, lança o livro “Tipos populares e figuras marcantes de Sete Lagoas” (Literarte). A também escritora Janice França define bem a obra: “A autora cataloga, maestral e carinhosamente, ‘tipos populares e figuras marcantes’ que vivenciaram ou ainda vivem em Sete Lagoas. Precioso é o trabalho de Mariza neste resgate da memória popular. E, porque não dizer, ao registrar tais personagens, ícones do passado e do presente, acrescenta páginas de enorme relevância na História Sete-lagoana”.

LANÇAMENTOS

Dia 26 – Quarta-feira

18h – Márcio Vicente da Silveira Santos

Três jornalistas do Sertão

Local: Sala Clube de Letras – Casarão

Dia 29 – Sábado

10h – Mariza da Conceição Pereira

Tipos Populares e Figuras Marcantes de Sete Lagoas

Local: Sala Clube de Letras – Casarão

16h – Renato Alves

O reino eremita

Local: Palco Letras

Confira a programação completa em www.setelagoas.mg.gov.br.

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e asinsa o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e asinsa o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

SILVA JUNIOR

Silva Júnior

Silva Júnior

Silva Júnior - Jornalista, radialista, colunista e setorista do futebol sete-lagoano, assina ainda o programa Eldorado nos Esportes na Rádio Eldorado AM 1300

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.