Apesar de ausência em atividades de campo, Adilson deve ser escalado em Grêmio x Atlético

0
237
Foto: Web

Técnico acredita que volante terá condições de jogar no dia 18 de julho

O desempenho de José Welison nos treinos foi considerado satisfatório, mas a comissão técnica do Atlético tem a expectativa de contar com Adilson na reestreia do time no Campeonato Brasileiro, contra o Grêmio. Titular indiscutível, o volante de 31 anos ficou de fora da maioria das atividades em campo do elenco na intertemporada.
“Ainda acredito na recuperação do Adilson. Acho que ele vem fazendo um trabalho gradativo, que é uma orientação muito bem consolidada e executada pelo departamento médico, de voltar o jogador no tempo dele. Para voltar e voltar para ficar, para não ter uma lesão de voltar”, disse Thiago Larghi, em entrevista coletiva na Cidade do Galo.
Adilson cumpre um período específico de trabalhos, que visam ao aprimoramento das condições musculares para suportar a carga de treinos e jogos em sequência. O próximo compromisso será na noite de 18 de julho, quarta-feira, às 21h45, contra o Grêmio, na Arena. Até o final da temporada, serão 26 partidas para o Atlético – todas pelo Campeonato Brasileiro, competição em que o time ocupa a segunda posição.
Após perder espaço no início da temporada, Adilson voltou à tona especialmente após Thiago Larghi assumir o cargo de treinador, ocupado anteriormente por Oswaldo de Oliveira. Foram 26 jogos disputados e um gol marcado em 2018.
Alternativas
Foto: Web
Foto: Web
Sem Adilson, o técnico testou diferentes jogadores na função de primeiro volante. No jogo-treino dessa terça-feira (vitória por 3 a 0 sobre o Coimbra), três atletas ocuparam o setor. Para Larghi, o desempenho foi satisfatório.
“Usei o Zé Welison, o Lucas Cândido e o Matheus Galdezani. Já confio no Zé Welison, pelo que ele vem mostrando para a gente. Ele mostra que é um jogador que já vem com maturidade, já vem pronto para jogar, sim. Mas ainda acredito bastante no Adilson. O departamento médico está fazendo o possível para que ele volte, para que ele jogue contra o Grêmio”, avaliou Larghi.
José Welison, de 23 anos, ainda não estreou com a camisa do Atlético. O volante foi emprestado pelo Vitória até o final de 2018. No clube baiano, jogou 21 vezes no ano. Ele é opção de marcação mais forte e agressiva.
Lucas Cândido, por sua vez, atuou apenas duas vezes na temporada. Recuperado após cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, o jogador de 24 anos atuou como lateral-esquerdo contra Ferroviário-CE (empate por 2 a 2, pela Copa do Brasil) e San Lorenzo-ARG (empate por 0 a 0, pela Copa Sul-Americana). Recentemente, quase acertou transferência ao Vasco, mas seguiu no Atlético e busca recuperar espaço.
Matheus Galdezani, por sua vez, chegou ao clube por empréstimo do Coritiba. O meio-campista de 26 anos é opção de maior qualidade técnica e de passe. No Atlético, disputou apenas seis jogos oficiais, nenhum deles como titular. Nessa terça-feira, marcou de falta o terceiro gol da vitória alvinegra sobre o Coimbra.

Deixe uma resposta