MANIFESTAÇÃO: Cerca de 500 pessoas vão as ruas lutar contra preço de combustível

0
973

Aconteceu na tarde deste sábado (13), o manifesto “Na mesma moeda”, evento programado em um grupo no Facebook e WhatsApp., que teve grande repercussão em Sete Lagoas e região.

O manifesto, organizado por Dênio Moreira e Gustavo Augusto, tem por objetivo lutar contra o preço alto e abusivo do combustível, que chegou à R$ 4,50 em alguns postos de gasolina. Atualmente, Minas Gerais ocupa um dos primeiros lugares no quesito preço alto de combustíveis.

A concentração dos motoristas aconteceu às 11 horas, na rua Sabará, no bairro Interlagos. De acordo com os organizadores, a carreata percorreu várias ruas e postos de gasolina da cidade.

Aproximadamente 100 veículos, entre carros e motocicletas participaram da manifestação, estima-se que, cerca de 500 cidadãos, incluindo adultos e crianças também comparecerão ao evento. A manifestação ainda, contou com o apoio da Polícia Militar de Sete Lagoas.

De acordo com informações, pelo grande número de veículos andando em filas e parando em postos de gasolina, o trânsito ficou um pouco lento, na região central e na Av. Santa Juliana.

Lidiane Souza, levou seus filhos e sobrinhos para a manifestação
Lidiane Souza, levou seus filhos e sobrinhos para a manifestação

A gerente comercial, Lidiane Souza, participou da manifestação, acompanhada por seus dois filhos e dois sobrinhos. Lidiane falou sobre a importância de levar as crianças para participarem da manifestação: “É importante ensinar aos mais novos, a lutar por nossos direitos e fazer valer a pena a nossa voz. Juntos somos mais fortes, temos que fazer valer nossa posição na sociedade”, concluiu.

Dênio Moreira, avaliou o resultado da manifestação como positivo, e ainda disse que a Polícia Militar contribuiu muito, principalmente quanto a segurança e inibição de possíveis baderneiros: “O resultado foi positivo, foi o primeiro protesto, organizamos em aproximadamente uma semana, então o resultado é positivo sim. Acho que a população está percebendo que é preciso de se mobilizar e de se unir, então muitos não mediram esforços e compareceram. Tudo aconteceu de forma bem tranquila e com respeito, não teve quebradeira, foi tudo dentro dos limites e aproveito para agradecer ao apoio da Polícia Militar, que estava sendo comandada pelo Sargento Leonardo”, disse.

A manifestação teve fim às 14 horas.

Por Giovani Cruz

Deixe uma resposta