Pets

Cachorro está entediado: o tédio leva à depressão?

Um pet exige certos cuidados para o tutor. Alimentação e os cuidados com a higiene costumam ser os principais trabalhos que um cãozinho exige, mas às vezes outra área acaba sendo negligenciada, a saúde mental do animal. Vamos descobrir se o cachorro está entediado devido à depressão.

Assim como os humanos, o cachorro está sujeito a sofrer com problemas psicológicos, sendo a depressão um dos mais frequentes.

Muitos fatores podem influenciar no adoecimento do pet, mais um problema recorrente é falta de rotina de atividades, que faz com que o cachorro fique entediado.

Os cães são animais inteligentes e sociáveis, precisam de constantes estímulos e companhia. Mas o que acontece quando o cão tem esses cuidados negligenciados?

O problema é que um cão entediado pode representar um perigo a sua saúde, além de contribuir para o desenvolvimento de maus comportamentos.

Cachorro entediado e a depressão canina

O pet pode sofrer com depressão, assim como os humanos. A depressão pode surgir por diversos motivos e um deles é o tédio.

Quando o cachorro não é estimulado e segue inativo durante o dia, a depressão e outros problemas como ansiedade e estresse podem surgir como consequência.

Entendendo a depressão

A depressão é uma doença silenciosa, que pode dificultar no diagnóstico, mas alguns sinais podem indicar que o seu pet está sofrendo com esse problema.

É normal que após um dia agitado com muitas atividades, o cão apresente um certo cansaço, mas esse comportamento não deve durar mais que algumas horas.

cão sentado

Cachorro posando para foto. Foto Freepik

Um cachorro que não sente mais prazer em brincar ou que vive o tempo todo deitado deve ser analisado por um profissional, já que pode ser um indício de uma depressão.

Um cão depressivo também apresenta outros sintomas como:

  • Perda de apetite: a perda de apetite não atrelada a um problema de saúde é um forte indício de que o seu pet não está bem psicologicamente.
  • Automutilação: um cão depressivo também pode apresentar comportamentos de automutilação. Observe se o cão está lambendo repetitivamente um local, além disso, também pode ocorrer ferimentos causadas por mordidas.
  • Isolamento: uma mudança no comportamento do cão depressivo é que ele prefere ficar isolado, se afastando de outros humanos e animais.
  • Agressividade: o cão pode desenvolver uma agressividade repentina, até mesmo com sua família.

O cão que apresenta sintomas de depressão deve ser encaminhado ao profissional para um diagnóstico seguido do tratamento adequado. Quanto mais tempo passa sem o cão ter o tratamento adequado, mais seu bem-estar é comprometido.

Como saber se meu cachorro está entediado?

Colocar cachorro de castigo

Dog olhando triste – Foto: Freepik

Algumas mudanças no comportamento do cachorro podem ser um sinal de que ele anda entediado, e como vimos, o tédio pode refletir na saúde psicológica do animal.

Um cão entediado tem alguns desvios de comportamento.

É comum que com a inatividade o cão apresente maus comportamentos, entre eles os mais comuns são:

  • Latido excessivo: algumas raças podem ser mais propensas ao latido, mas um cão que passa grande parte do dia latindo é um indicio de que ele anda entediado.
  • Desobediência: um cãozinho entediado pode ficar desobediente. Observe se o seu cão está com comportamento impulsivo sem responder os comandos do tutor.
  • Comportamento destrutivo: esse é um clássico entre os cães entediados. Sem um estímulo adequado ou com um grande período ocioso, o cão pode acabar criando sua própria diversão, o que na maioria das vezes inclui destruir moveis, mexer em lixo, rasgar papel e todo o tipo de bagunça possível.
  • Fuga da casa: com o tédio de ficar em casa é bem provável que o seu pet ache a rua bem mais interessante. É por isso que o pet acaba encontrando uma oportunidade para fugir de casa. Ele está entediado e a rua oferece o que ele está buscando.

Dicas para prevenir o tédio no cachorro

Como combater a depressão canina

Cão com carinha de triste – Foto: Freepik

Um cachorro entediado é algo sério, além de comprometer seu comportamento, isso pode tornar-se algo mais sério como a depressão.

Para evitar que o pet fique ocioso, o tutor deve fazer algumas pequenas mudanças para promover o bem-estar do animal.

  • Crie uma rotina de atividades para o cão: mesmo que o seu tempo seja curto, o pet precisa ter esse momento de atividades físicas. Uma caminhada, corrida na praça ou natação são atividades que podem ser incluídas na rotina do animal. Caso o animal fique o dia todo só, uma dica é: antes de sair, leve o cachorro para fazer alguma dessas atividades, assim ele gasta as energias e passa o resto do dia tranquilo.
  • Invista em brinquedos para o pet: o mercado oferece várias opções de brinquedos para cachorros. Mordedores, comedores e brinquedos interativos são ótimos incentivos intelectuais para o animal. Sempre que precisar deixa o cachorro só, deixe-o acompanhado de brinquedos. Jogos também são uma ótima forma de estímulo. Um caça ao tesouro é uma forma de deixar o cão ocupado enquanto exercita sua mente.
  • Deixe o cachorro com uma babá de cachorro ou no hotelzinho: essa é uma opção para quem está sem tempo para os passeios com o cão. Contrate uma babá ou chame um amigo para fazer os passeios com o cachorro. O hotelzinho é uma opção para quem precisa viajar, assim o cão não fica sozinho. O animal não pode ter suas necessidades negligenciadas, então sempre que precisar se ausentar garanta que o pet tenha alguma companhia.
  • Socialize o pet: cães são sociáveis, eles precisam desse contato com o mundo externo. Ficar muito tempo trancado em casa não faz nada bem para o pet, ele precisa socializar com o mundo.
  • Dê bastante atenção ao seu pet: o cachorro sempre vai amar receber atenção de seus tutores. Sempre que possível demostre afeto com seu pet, brinque com ele, reserve um tempo só para ele.

Por fim, cuidar do bem-estar do cão é essencial para que ele tenha uma vida longa e saudável.

O melhor remédio para um cão entediado é uma rotina com atividades e estar ao lado da família.

Caso o animal ainda apresente sinais de tédio mesmo com estimulação, leve-o a um veterinário.

Fonte:portaldodog.combr

Redação Redação

Redação Redação

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

janeiro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado