Agenda Cultural Entretenimento

Tríade Cia de Teatro estreia em dezembro “Às que aqui ficaram”

Obra com direção de Gláucia Vandeveld e texto de Luciana Campos é inspirada em histórias reais de mulheres que enfrentaram e enfrentam suas guerras cotidianas.

 

A Tríade Cia de Teatro, formada pelas atrizes Dani Guimarães, Glenda Bastos e Wes Gomes, estreia no próximo dia 5 de dezembro, domingo, às 19h, o espetáculo “Às que aqui ficaram”. O trabalho será transmitido online e ao vivo diretamente do Teatro Espanca! A apresentação gravada ficará em cartaz, disponível no YouTube da Tríade Cia, até janeiro de 2022.

 

A montagem é o primeiro espetáculo que reúne em cena as 3 atrizes da companhia . O grupo se formou em 2016, numa experiência de direção coletiva, e desde  2019 estava em processo de criação com a diretora e atriz Gláucia Vandeveld e a dramaturga Luciana Campos. Devido à pandemia, o trabalho não pôde estrear-se presencialmente, e estreia agora, na internet.

 

“Às que aqui ficaram” foi inicialmente inspirada no livro “A guerra não tem rosto de mulher”, de Svetlana Aleksiévitch, que narra a vida de diferentes mulheres combatentes e sobreviventes da 2ª Guerra Mundial. Em seguida, o elenco, a direção e a dramaturgia se dedicaram à pesquisa das guerras diárias que mulheres comuns enfrentaram e enfrentam para uma sobrevivência minimamente humana. A dramaturgia fragmentada aposta em elementos da performatividade e apresenta as atrizes como testemunhas de histórias reais e poéticas, testemunhas de memórias nem sempre contadas, e que têm a palavra como uma força em cena.

 

A encenação, em diálogo com a poesia do texto, e também com referências audiovisuais, aposta na plasticidade, com imagens sensíveis e sinestésicas, de elementos poéticos como mãos, redes, fios, água, chaves, vestidos e a natureza. Elementos que também compõem o cenário e figurino assinado por Alexandre Tavera entre outros elementos. Temas como as vivências e lutas diárias das mulheres, família, maternidade, e pandemia atravessam a encenação, que explora situações ora de caráter íntimo, ora coletivo.

 

A noção de memória é também um dos temas que norteiam a criação. Recordar, reviver os momentos, as dores, os sons e os sentimentos. Uma das imagens que inspiram o trabalho é a dos “cabelos brancos”, a partir do relato de sobreviventes da guerra, que voltavam para suas terras de origem com os cabelos brancos após viver situações de extremo estresse, medo, angústia e violência. O espetáculo, que aposta na força do feminino como uma potência, é também um convite ao diálogo com todas as pessoas, trazendo um discurso crítico, e também sensível, que pretende atingir diferentes públicos e não apenas as mulheres.

 

Este projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

 

SOBRE A TRÍADE CIA TEATRO

Fundada em Belo Horizonte e em Ribeirão das Neves pelas atrizes Dani Guimarães, Glenda Bastos e Wes Gomes, a Tríade Cia de Teatro está em atividade desde 2016. Desde então, tem se dedicado ao teatro, à literatura, à promoção da cultura e da arte na Grande BH, em Minas e no país. Como companhia, já realizaram trabalhos de direção teatral, preparação vocal, produção artística e cultural, se dedicando também ao ensino do Teatro e, sobretudo, na atuação em leituras dramáticas, cenas curtas e agora em “Às que aqui ficaram”, o primeiro espetáculo que reúne as três atrizes juntas em cena.

 

SOBRE GLÁUCIA VANDEVELD

Atriz, diretora e professora/pesquisadora com trabalhos no cinema, TV e teatro, integra o elenco dos filmes: “Arábia” de Affonso Uchoa e João Dumans, “Antes que o Verão Acabe” e “ANGELA” de Marília Nogueira, “No Coração do Mundo” de Gabriel Martins e Maurílio Martins, “Os Sonâmbulos” de Tiago Mata Machado , “Elon Não acredita na Morte” de Ricardo Alves Jr. e a série Hit Parade de André Barcinski e Marcelo Caetano/Canal Brasil. Atriz e criadora dos espetáculos “Jornada”, sob a direção e dramaturgia de Vinícius Souza e “Banho de Sol” em parceria com a Zula Cia de Teatro. Como atriz convidada pelo Grupo Espanca, integra o elenco do “Congresso Internacional do Medo”, sob a direção de Grace Passô, “Dente de Leão”, sob a direção de Marcelo Castro e “Real”, sob a direção de Gustavo Bones e Marcelo Castro. Professora integrante do Núcleo Pedagógico do Galpão Cine Horto desde 1999 e coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Teatro para Educadores, onde dirigiu inúmeros trabalhos com alunos. Coordenadora Artística-Pedagógica da edição virtual do Feto 2020 e 2021. Curadora do Cabíria- Prêmio de Roteiro 2020 e Curadora do Festival de Cenas Curtas 2021 do Galpão Cine Horto.

 

SOBRE LUCIANA CAMPOS

Luciana Campos é paulista (de São José do Rio Preto), atua como professora, tradutora e dramaturga. É formada em Letras pela UNESP e estudou Dramaturgia no Núcleo de Pesquisa do Galpão Cine Horto. Participou da 6ª Janela de Dramaturgia com o texto “Fábulas”. Atualmente está em processo de criação do novo espetáculo da Cia Tríade. Escreve como quem tenta compor um mapa, uma cartografia própria, mas com linguagem imposta. Sempre no limiar entre a recordação, os lastros de terras de geografias outras em que seu corpo não esteve (ou foi impossibilitado de estar) e o tempo passado e presente.

 

SOBRE ALEXANDRE TAVERA

Alexandre Tavera é artista plástico, cenógrafo, figurinista e fotógrafo. Apaixonado por se deslocar pela cidade a pé observando a luz e acumulando imagens feitas a partir do celular. Formado em moda, CENEX Escola de Belas Artes UFMG e Arte Plásticas pela Escola Guignard UEMG. Entende a roupa como a extensão de uma das camadas da pele e a arte uma forma de acessar o outro.

FICHA TÉCNICA

Direção: Gláucia Vandeveld

Texto: Luciana Campos

Elenco: Tríade Cia de Teatro

Cenário e Figurino: Alexandre Tavera

Produção Artística e Cultural: Tríade Cia Teatral

Produção Executiva: Débora Guimarães

Assessoria de Comunicação: Bramma Bremmer

Designer: Anderson Luízes

Sonoplastia: André Junqueira

Iluminação: Geraldo Otaviano

Edição de Vídeo: André Junqueira

Fotografia: Rodolfo Ataíde

Direção de Live: Alexandre de Sena, Aristeo Serra Negra, Suellen Sampaio

Intérprete de Libras: Jane Silva

Costura: Yara Oliveira

Tricô: Mariana Martins

 

SERVIÇO

Espetáculo online “Às que ficaram”

Estreia dia 5 de dezembro, às 19h, no YouTube e Facebook da Tríade Cia de Teatro

Disponível até 5 de janeiro de 2022 no canal da Cia

Gratuito

Com informações de Bramma Bremmer

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

novembro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Barbara Dias

Barbara Dias

Jornalista com especialização em publicidade e marketing, coordenadora do Portal Sete, editora chefe do Jornal Hoje Cidade e assina o programa Tarde Viva na Rádio Eldorado AM 1300

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado