Policial Super Destaques

Governo de Minas Gerais lança plano de combate a incêndios criminosos

Equipe de Sete Lagoas atuando no combate a incêndio

Durante setembro, parceria entre Semad e polícias pretende punir incendiários, e pasta deve investir R$ 40 milhões em ações de combate a incêndios

O governo lançou nesta segunda-feira (13) um plano de repressão a incêndios criminosos florestais em Minas. As ações vão ocorrer durante todo o mês de setembro. Participarão da força-tarefa equipes do Corpo de Bombeiros, do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Polícias Militar e Civil.

Para celebrar a parceria, os órgãos participaram, nesta segunda, de uma coletiva  no Parque Estadual da serra do Rola Moça, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte. Neste ano, serão investidos R$ 40 milhões em ações contra incêndios. A ação é um reforço ao Plano de Resposta para Atendimentos a Incêndios Florestais em 2021.

Segundo a Secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Marília Melo, com a seca houve o aumento expressivo no número de ocorrências referentes a queimadas nas áreas de mata – unidades de conservação, parques estaduais e monumentos naturais.

Dados do governo revelam que o  Estado registrou até o momento 534 ocorrências de incêndios florestais no interior e no entorno das unidades de conservação estaduais. A média histórica de incêndios entre janeiro e julho de 2013 a 2020 é de 357 ocorrências. O governo ainda calcula a extensão de àrea queimada no Estado.

Ainda de acordo com a Secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Marília Melo, esta fase possui dois eixos: punição a incendiários e combate a chamas. Para prender os incendiários as polícias contarão com drones, aeronaves para monitoramento e transporte de pessoas. No que se refere a combate à chamas, a pasta visa investir em contratação de maos brigadistas, pulando de 115 para 367.  A equipe também contará com oito aviões de lançamento de água e 111caminhonetes.

“Vamos reforçar os trabalhos já realizados vamos aumentar o número de brigadistas.Além disso, vamos investir ainda mais em equipamentos de monitoramento e combate às chamas como drones e aviões de carga. É válido frisar sobre a importância da população em denunciar os incendiários. Só nesta fase vamos investir mais de R$ 6 milhões”, detalhou Marília.

Atuação do Corpo de Bombeiros 

De acordo com o  Comandante geral do  Corpo de Bombeiros (CBMG), Coronel Estevo da Silva, a corporação elaborou um plano de enfrentamento ao período de estiagem, com ações voltadas aos municípios, setores privados e a população.

A iniciativa visa mapear os locais de maior incidência de incêndios e maior potencial de avanço dos focos.  “O período de estiagem é esperado em todos os anos. Faz parte do nosso clima. Entretanto, medidas para combater os males da estiagem são essenciais, como campanhas de combate às queimadas e ações efetivas de combate aos focos de incêndio. Somente este ano, a corporação atendeu 17 mil chamados. No ano passado foram contabilizados 20 mil”, alertou.

Crime

O incêndio florestal é crime ambiental com pena de reclusão de 2 a 4 anos e multa

Denuncie

Em caso de queimadas, basta entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo 193

Para denunciar queimadas ligue para a Polícia Civil pelo 181.

 

Fonte: O Tempo

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado