Automóveis

Honda Accord híbrido estreia por R$ 300 mil

A eletrificação dos automóveis não é novidade. No final do século XIX, já existiam veículos elétricos. Mas, como o petróleo venceu, só nos últimos 20 anos o motor elétrico voltou a ter lugar na indústria. E o motivo é justamente os efeitos dos combustíveis fósseis ao planeta.

Dessa forma, tudo ainda é muito recente, e experimentações ocorrem a todo tempo. Os conjuntos híbridos se tornaram uma via acessível para esse processo. Basicamente, o motor elétrico atua como suporte ao motor a combustão, entregando mais torque e consequentemente evitando que a unidade térmica queime mais gasolina.

Mas a Honda pensou em inverter essa lógica. Ela acaba de lançar no Brasil o Accord e:HEV, versão híbrida anunciada em abril. O sedã chega com preço sugerido de R$ 300 mil, tendo como destaque seu sistema de propulsão que dá prioridade ao motor elétrico.

Na prática, o motor a gasolina só assume o protagonismo quando há necessidade de demanda. Ou seja, em situações de aceleração elevada ou uso rodoviário. Nesse modo, a unidade elétrica é desabilitada.

Na cidade, ele basicamente atua como gerador de carga para a unidade elétrica, que, por sua vez, faz a transferência para as rodas.

Assim, segundo a Honda, seu sistema é mais simples, pois não é o elétrico que auxilia a unidade a combustão, mas o contrário. Dessa forma, a fabricante garante melhor eficiência.

Os motores

O motor a combustão gera 145 cv, mas, combinado com dois elétricos (um gerador e outro de tração), chega a entregar 184 cv e 32,1 mkgf de torque. Segundo a Honda, o torque do motor elétrico é mais que suficiente para deslocar o carro no trânsito urbano, onde não há grande demanda de potência. Além disso, a frenagem contribui para a recarga das baterias.

Segundo a fabricante, o sedã, que é abastecido apenas com gasolina, tem consumo de 17,6 km/l na cidade e 17,1 km/l na estrada.

Visual

O Accord híbrido passou por uma leve reestilização, com novos faróis, grade e luzes de neblina. De resto, ele mantém sua carroceria que parece um Civic anabolizado.

Por dentro, o sedã manteve o alto padrão de acabamento, com direito a quadro de instrumentos digital, sistema multimídia com conexão sem fio, carregamento sem fio de celular e quatro portas USB.

O pacote de conteúdos ainda conta com assistente de condução Honda Sensing, com frenagem automática em baixa velocidade, combinado ao ACC e monitor de faixa.

O sedã é oferecido com quatro opções de cores, sendo que a Topaz White Pearl pode ser vendida com interior preto ou marfim. As demais: Platinum Silver Metallic, Cristal Black Pearl e Modern Steel Metallic. Nomes bonitos para branco, preto e prata.

Fonte: Hoje em Dia

Eldorado1300

AGENDA

dezembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado