Esporte

Próximo técnico do Cruzeiro herdará ‘terra arrasada’ e desafio de livrar o clube de outra humilhação

Assim como na Série B do Brasileiro de 2020, o Cruzeiro vai para seu terceiro treinador numa edição da Segundona. Na última, Felipão sucedeu Enderson Moreira e Ney Franco no desafio de livrar o time da ameaça do rebaixamento. Conseguiu e debandou. No atual campeonato, Felipe Conceição e Mozart já deixaram a equipe. A busca por um novo nome para o cargo continua, mas a única certeza que se tem é a de que o próximo técnico terá uma missão ainda mais difícil que a de Scolari.

Degola e tabu

Embora o projeto de clube-empresa esteja na pauta celeste há um bom tempo, o que se vê na prática é uma “terra arrasada”. Das 15 rodadas já disputadas na competição, oito delas, incluindo as três mais recentes, tiveram a Raposa ocupando um lugar no Z-4. Hoje, o time aparece no 18° lugar, com 13 pontos. Muito dessa campanha pífia se deve à atual série de nove partidas seguidas sem vencer.

Salários atrasados

O fator extracampo influencia diretamente no desempenho dentro das quatro linhas. Apesar de os jogadores salientarem em suas entrevistas que não tem faltado dedicação do elenco, os salários atrasados são um problema que o Cruzeiro enfrenta desde a temporada do rebaixamento. O presidente Sérgio Santos Rodrigues por vezes prometeu que essa situação seria sanada, porém, ela perdura.

Debandada

O clube também vem convivendo com a saída de jogadores. Recentemente, deixaram o clube o goleiro Vitor Eudes, o volante Matheus Barbosa e os atacantes Airton e Bissoli, com destino a, respectivamente, Marítimo, Atlético-GO, Ceará e Athletico-PR. Bissoli, no caso, já pertencia ao Furacão, que solicitou o retorno do atleta.

Fifa

O treinador que chegar sabe que, além da saída de atletas, o clube não poderá registrar novos jogadores, já que foi punido pela Fifa, por conta de dívidas referentes a Arrascaeta e Riascos. Ou seja, vai ter que dar conta com o plantel atual.

Pressão da torcida

Além de tudo isso, os protestos de torcedores aumentam ainda mais a pressão na Toca. Houve também um episódio lamentável, ocorrido em 18 de julho, quando membros de uma organizada invadiram o centro de treinamentos da Raposa.

É neste cenário nebuloso que o próximo técnico assumirá a missão de livrar o clube de mais uma humilhação em sua trajetória.

 

Fonte: Hoje em Dia

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado