Destaques

Comitê e IGAM alinham ações para melhorar a segurança hídrica da bacia do Rio das Velhas

A presidência do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas) e a diretoria-geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) debateram, no dia 02 de julho, por videoconferência, sobre ações que serão realizadas em conjunto para garantir a segurança hídrica da Região Metropolitana de Belo Horizonte e que contribuirão para aumentar a capacidade de resiliência do Alto Rio das Velhas e promover a manutenção dos ecossistemas aquáticos.

As ações serão documentadas em um Protocolo de Intenções que será firmado entre o CBH Rio das Velhas, o IGAM, o Instituto Estadual de Florestas (IEF), a Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Agência RMBH) e a Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais). O documento é elaborado em conjunto pelas instituições e apresenta propostas para enfrentar o desafio da segurança hídrica na bacia do Rio das Velhas.

A presidente do Comitê, Poliana Valgas, alerta sobre o desafio da bacia para assegurar água em quantidade e qualidade. “A segurança hídrica deve ser uma preocupação contínua da sociedade, das empresas e do Estado. Ofertar água em quantidade e qualidade suficientes para sobrevivência e produção, sem esquecer que se trata de um recurso não renovável, é obrigação de todos”, declarou.

O diretor-geral do IGAM, Marcelo da Fonseca, esclareceu que o protocolo de intenções contém políticas públicas com o planejamento de ações estruturantes e estruturais para uma preparação efetiva à minimização e enfrentamento da crise hídrica no presente e no futuro. “Para se promover a segurança hídrica é importante a integração entre os órgãos de Estado e o Comitê. Por isso, vamos firmar um protocolo de intenções com o objetivo de desenvolver ações para fomentar a segurança hídrica, integrando políticas públicas entre as instituições”, disse.

A presidente do CBH Rio das Velhas destacou que são 51 municípios que dependem das águas do rio e uma população de mais de 5 milhões de pessoas.

“A preocupação vai além do simples fato de colocar água tratada e distribuir nas residências. Nos últimos anos, as chuvas mostraram que só chover não resolve o problema, mesmo com o volume considerável, ainda houve falta de água na bacia, principalmente na porção a montante de Presidente Juscelino, Região Central do Estado. O território precisou de normativa de redução de consumo de água. O que demonstra a perda de capacidade da bacia de se recuperar”, advertiu Poliana Valgas.

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas

 

Redação Redação

Redação Redação

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado