Esporte

América busca vitória sobre o Criciúma para avançar na Copa do Brasil e dar fim a jejum

O América, de Lisca, não vence há cinco partidas nesta temporada

Já faz algum tempo desde a última vitória do América. Para ser exato, um mês: no dia 9 de maio, quando superou o Cruzeiro por 3 a 1, no Independência, pelas semifinais do Campeonato Mineiro, no ápice do Coelho na temporada. O que muitos não imaginavam era que, do cume, o Alviverde passaria a viver seu pior momento em 2021, acumulando um jejum.

Nesta quarta-feira (9), às 21h30, contra o Criciúma, no Heriberto Hülse, o time comandado pelo técnico Lisca busca, em uma partida só, dar fim ao tabu de vitórias, que, por enquanto, é de cinco partidas consecutivas (e sem marcar gol); a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil; e fazer deste jogo o combustível para uma volta por cima no Campeonato Brasileiro, já que seu principal objetivo no ano é o de permanecer na elite nacional.

Jejum

Depois de ter eliminado o Cruzeiro nas semifinais do Campeonato Mineiro, o América não mais conheceu a vitória. O jejum de cinco duelos sem ganhar teve início com os dois empates sem gols na decisão do Estadual, diante do Atlético, sendo um no Independência e um no Mineirão. E olha que o Alviverde teve uma chance de ouro para ficar com o título, mas esbarrou na trave, em cobrança de pênalti do atacante Rodolfo.

Veio então a estreia na Série A do Brasileiro. E, novamente, o triunfo não veio. Pior: derrota, por 1 a 0, para o Athletico-PR, na Arena da Baixada, por 1 a 0.

Depois, mais um gostinho amargo de um empate sem gols, com o Criciúma, no Independência, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Mais uma vez, com uma penalidade desperdiçada. Novamente, dos pés de Rodolfo.

A série negativa é completada por mais um revés no Brasileirão, para o Corinthians, por 1 a 0, no último domingo (6), no Horto.

Em Criciúma

Para ficar com uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, o América precisa vencer o Criciúma, nesta noite, por qualquer placar. Um novo empate leva a decisão para a disputa de pênaltis. Quem passar, fatura R$ 2,7 milhões de premiação.

A FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA
Gustavo; Claudinho, Marcel Scalese, Rodrigo e Hélder; Dudu Vieira, Arilson e Dudu Figueiredo; Pedrinho (PH), Fellipe Mateus e Uilliam Barros. Técnico: Paulo Baier

AMÉRICA
Matheus Cavichioli; Diego Ferreira (Eduardo), Eduardo Bauermann, Anderson e João Paulo (Lucas Luan); Zé Ricardo, Juninho e Alê; Bruno Nazário (Felipe Azevedo), Ademir e Rodolfo. Técnico: Lisca

DATA: 9 de junho de 2021 (quarta-feira)
HORÁRIO: 21h30
LOCAL: Heriberto Hülse
CIDADE: Criciúma, em Santa Catarina
MOTIVO: Jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil
ARBITRAGEM: Rodolpho Toski Marques, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Sidmar dos Santos Meurer, todos do Paraná
TRANSMISSÃO: SporTV e Premiere

 

Fonte: Hoje em Dia

Eldorado1300

AGENDA

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado