Cidade Super Destaques

Cecon orienta sobre regularização de loteamentos em Sete Lagoas

Você é proprietário de um terreno e quer fazer um loteamento ou quer comprar um lote em Sete Lagoas? Saiba que regularizar o imóvel é a principal garantia para não ter dor de cabeça depois. Para vender, é preciso ter a escritura legalizada do imóvel, com todas as certidões negativas e impostos em dia. O projeto do loteamento, elaborado dentro das diretrizes da Lei Complementar 208, de 22 de dezembro de 2017, deve ser protocolado na Coordenadoria de Ordenamento Urbano (Coourb) da Central do Contribuinte (Cecon). “Os documentos são avaliados pela Comissão de Análise e Aprovação de Loteamentos, Condomínios e Conjuntos Habitacionais (CALCC) e os loteamentos que forem executados de forma contrária ao projeto e, consequentemente, sem o registro, são considerados irregulares”, afirma o coordenador de Ordenamento Urbano da Prefeitura, Jonas Felisberto Dias.

Já quem quer comprar um terreno em Sete Lagoas deve procurar saber se o imóvel está aprovado pelo Município. Se o terreno for clandestino, o proprietário não receberá serviços de capina, tapa buraco, recolhimento de lixo, transporte público, etc. “A Prefeitura também não regulariza loteamentos irregulares, o que impede o fornecimento de água e luz. Somente após concluídas as obras de urbanização, atendidas as exigências ambientais e outras condições estabelecidas, o Município considera o loteamento finalizado”, explica Jonas.

APROVAÇÃO
Após aprovação inicial pela CALCC, o empreendedor deve solicitar, nos órgãos competentes, Licença Ambiental Prévia e de instalação do loteamento. Aprovada, será juntada ao projeto juntamente com o Termo de Compromisso e do Instrumento de Garantia para execução da obra. Concluída a etapa, a autorização do loteamento será publicada no Diário Oficial do Município. O registro imobiliário do loteamento precisa ser feito em sequência, antes de 180 dias, e anexado ao processo.

O coordenador de Ordenamento Urbano lembra ainda que a documentação necessária para a implantação e aprovação de um loteamento e suas diretrizes básicas, urbanísticas e ambientais, estão definidas na Lei Complementar 208, de 22 de dezembro de 2017, disponível em www.setelagoas.mg.gov.br. “As Deliberações normativas do Copam (Nº 58/2002, Nº 74/2004 e Nº 82/2005), do Codema e outras normas ambientais em vigor também devem ser observadas na elaboração do projeto”, completa. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3772-7728, de 10h às 16h, ou pelo e-mail dlo.obras@setelagoas.mg.gov.br.

Lei 208, de 22 de dezembro de 2017
https://leismunicipais.com.br/a1/mg/s/sete-lagoas/lei-complementar/2017/20/208/lei-complementar-n-208-2017-dispoe-sobre-o-parcelamento-do-solo-no-municipio-de-sete-lagoas-atendendo-o-disposto-no-artigo-108-da-lei-complementar-n-109-de-09-de-outubro-de-2006-plano-diretor-de-sete-lagoas

Renato Alexandre

Prefeitura de Sete Lagoas – Ascom

Eldorado1300

AGENDA

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado