Saúde Super Destaques

Covid-19: cidades de Minas enfrentam problemas para aplicação de segunda dose

Muitos municípios não receberam as doses prometidas e suspenderam a imunização

O cronograma de vacinação contra a covid-19 está prejudicado em Minas Gerais. Além da região metropolitana de Belo Horizonte, cidades do interior enfrentam falta de doses para a aplicação da vacina. Alguns municípios dizem que o estoque dura só até o fim dessa semana.

Belo Horizonte e região metropolitana

Em Contagem, o secretário de Saúde, Fabrício Simões, garante a vacinação só para esta semana. “As remessas são encaminhadas semanalmente, então essa semana nós estamos garantindo a população de Contagem que a vacinação continua, mas a gente vai sempre tomar o cuidado de avançar com muita cautela os grupos prioritários, justamente para que a gente possa garantir a primeira e a segunda dose.”

Até o momento, 80.821 pessoas tomaram a primeira dose da vacina na cidade e são necessárias aproximadamente 19.678 vacinas para o reforço.

Em Betim, o secretário de Saúde, Augusto Viana, diz que as doses para a segunda aplicação estão reservadas. “Todas aquelas que foram enviadas para o município estão assegurados até o final do mês de abril”.

Em Nova Lima, a prefeitura informou, por meio de nota, que cumpriu as orientações do governo do Estado utilizando as remessas para a primeira dose e as remessas da segunda dose somente para o público de segunda dose. Ainda segundo a Prefeitura de Nova Lima, no momento, o município enfrenta dificuldades para garantir a segunda dose por causa da perda técnica que acontece por causa do número de doses que vem a menos no frasco, situação já comunicada ao governo.

Em Belo Horizonte, a prefeitura reservou a segunda dose para os públicos contemplados. O município garante seguir ainda prazos dos cartões e direciona as vacinas para aplicação da segunda dose de faixas etárias que já estejam programadas para os próximos dias para garantir a imunização e concluir o esquema vacinal da população.

Governador Valadares

Governador Valadares não tem mais doses disponíveis da vacina Coronavac. De acordo com o município, os valadarenses que já estiverem no período de receber a segunda dose não devem procurar as unidades de saúde da cidade até que novas doses cheguem.

Em nota, a Prefeitura de Valadares disse que está suspensa por tempo indeterminado a vacinação de pessoas que precisam tomar a segunda dose do imunizante. A prefeitura esclareceu ainda que os municípios foram orientados a usar o quantitativo reservado para segundas doses e acelerar o processo de vacinação, citando que o governo do Estado enviaria em tempo oportuno outras doses para serem aplicadas, o que não aconteceu.

Zona da Mata

A Prefeitura do Visconde do Rio Branco, na Zona da Mata, paralisou a aplicação da segunda dose de vacina contra a covid-19 do imunizante Coronavac nos grupos prioritários. A imunização ocorreria na segunda (26) e terça-feira (27). Estava previsto para chegar ao município 1.760 doses da vacina, o que não aconteceu. No entanto, a Secretaria Municipal de Saúde recebeu nessa terça 120 unidades das doses prometidas, que vão ser destinadas aos primeiros idosos de 72 e 71 anos. Segundo a prefeitura, a vacinação vai ser feita por agendamento. Nesta quarta os idosos de 62 anos vão tomar a primeira dose.

 

Fonte: Itatiaia

Eldorado1300

AGENDA

dezembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado