Automóveis

Teste: Fiat Toro Ultra é o sedã grande que italiana sempre sonhou

Uma das grandes sacadas da Fiat foi apostar em picapes. Primeiro com a Fiorino, depois Strada e posteriormente a Toro, que assumiu a prateleira do alto da fabricante piemontês e ainda assim registra números elevados na gama.

A grande sacada da picape foi oferecer capacidade de carga de uma média, mas com estrutura menor e arquitetura similar a um carro de passeio. Não demorou para cair no gosto do consumidor, que encontrou espaço interno, conteúdos e robustez.

No entanto, para ser um carro de passeio completo é preciso ter um bagageiro seguro. Afinal, viajar com as tralhas na caçamba sempre deixa os pertences expostos. A Fiat resolveu o problema com uma solução que já tinha sido inventada há 30 anos.

Montadora instalou uma capota rígida sobre a caçamba, nos mesmos moldes das picapes “cabinadas” dos anos 1980, e a batizou de Toro Ultra. Essa versão é a opção mais cara da marca italiana, partindo de 181.490.

A capota de fibra é o grande barato. Ela conta com amortecedores como uma tampa de porta-malas de um hatchback. Para abri-la, é preciso mover a tampa da caçamba. Só assim se tem acesso à maçaneta. Tudo isso garante bastante segurança para a bagagem. E para proteger ainda mais os pertences, há uma espécie de “barraca” impermeável. É só jogar a tralha lá dentro e fechar o zíper.

O senão da tampa rígida da Toro Ultra é que ela limita o transporte de volumes. Uma das razões para se ter uma picape é poder contar com a praticidade da caçamba. Por outro lado, para quem não tem vocação para carretos, é o argumento perfeito para não se transformar em carreteiro da família.

Raio-x Fiat Toro Ultra 2.0

O QUE É?
Picape cabine dupla de porte intermediário.

ONDE É FEITA?

Fabricada na unidade da FCA em Goiana (PE).

QUANTO CUSTA?
Entrada: R$ 181.490
Testada: R$ 182.990

COM QUEM CONCORRE?
A Toro em sua versão Ultra não tem concorrentes diretos. É a única picape que oferece capota rígida.

NO DIA A DIA?
Partindo do princípio de que a Toro é um veículo de carga, seus atributos de comodidade a tornam mais próxima de um automóvel que as médias. A inclinação do banco traseiro oferece mais conforto para as costas que as demais, em que os encostos são praticamente em 90 graus.

Menor e mais estreita, se comporta como um sedã grande no trânsito e a câmera de ré (opcional) facilita as manobras. Por outro lado, o teto baixo e a inclinação acentuada do para-brisas dificulta o acesso daqueles de maior estatura.

Com a capota de rígida, a picape se torna um verdadeiro sedã, o que a torna uma opção funcional para quem usa a Toro como carro cotidiano e de lazer.

Seu pacote de conteúdos é farto, com ar-condicionado digital, multimídia Uconnect de sete polegadas (com conexão sem fio com Apple CarPlay, Android Auto, alem de câmara de ré), banco do motorista com ajuste elétrico, acendimento automático dos faróis e sensor crepuscular. Ela ainda oferece bancos em couro, faróis de neblina, rodas aro 18

MOTOR E TRANSMISSÃO
O motor turbodiesel 2.0 de 170 cv e 35,7 mkgf de torque oferece muita força à picape para carregar até uma tonelada de carga. A transmissão automática de nove marchas forma um par perfeito que garante oferta de torque e velocidades de cruzeiro em baixa rotação, que contribui para melhor eficiência.

A Toro Ranch, como as demais versões diesel, conta com tração integral, com opção de bloqueio de diferencial e modo LOW, que simula uma caixa reduzida, mas que na verdade reserva a primeira marcha para essa função. No uso normal, o carro parte sempre de segunda.

COMO BEBE?
Rodando apenas na cidade, seu consumo médio foi de 9,1 km/l.

SUSPENSÃO E FREIOS
A Toro tem bom acerto de suspensão, principalmente na traseira, que utiliza conjunto independente no lugar do tradicional eixo rígido e feixe de molas.

O sistema de freios se mostra adequado para um veículo de quase 1,8 tonelada, mas não convém deixar para frear em cima da hora. Ela inda conta com controles de estabilidade (ESP) e tração, assim como assistente de partida em rampa (Hilll Holder).

PALAVRA FINAL
A Toro Ultra se apresenta como uma solução para quem busca um automóvel refinado, mas ao mesmo tempo com a robustez e praticidade de uma picape, graças ao seus sistema de suspensão, motor turbodiesel e a tração 4×4, que encara terrenos acidentados.

A capota faz dele um carro de passeio completo, e com a facilidade para levar muita bagagem. E o melhor, é a picape que já vem de fábrica com a desculpa para não carregar a geladeira daquele parente manso, que sempre tenta economizar no carreto.

 

Fonte: Hoje em Dia

 

Redação Redação

Redação Redação

COMENTAR

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eldorado1300

AGENDA

dezembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Publicidade

ARQUIVO GERAL

Alvaro Vilaça

Alvaro Vilaça

Jornalista, radialista, âncora do programa Tempo Esportivo na TV Sete Lagoas e diretor de programação da Rádio Eldorado AM1300

Redação Redação

Redação Redação

SILVA JUNIOR

Avatar

Cebolinha

Arnaldo Martins

Arnaldo Martins

Colunista do Hoje Cidade a mais de 20 anos, formado em Assistente de Administração de Empresas, funcionário público.

Rádio Eldorado