Respeito é bom…

0
229
Reprodução

A Igreja Católica dedica todo o mês de Maio para honrar a Virgem Maria Mãe de Deus. Por isso, também vários Papas na história da Igreja enfatizaram a importância de se rezar o terço.
Lamentável quando alguém não tem o conhecimento da crença e faz críticas. Por que não fazem críticas às folgas no trabalho que lhes são concedidas nos feriados Católicos?
Existe um sábio ditado: “Quem fala o que quer, ouve o que não quer”.
Atente para história abaixo:
Uma jovem estava na porta do elevador aguardando, quando apareceu a sua vizinha de porta. Cumprimentaram-se e, puxando conversa, a jovem falou: Estou indo rezar o terço de Nossa Senhora.
Para seu espanto, ouviu a vizinha perguntar-lhe: – De qual delas? Vocês inventaram tantas.
A jovem engoliu seco a zombaria, ofereceu aquele momento desagradável a Deus.
E começou a falar-lhe: – Você tem seu nome, mas, como é que sua filha chama você?
Antes que ela respondesse a jovem continuou: – Chama você de “mamãe”. E a sua neta a chama de “vovó”. Seu marido chama você de “meu bem” ou, quem sabe, de algum apelido carinhoso. Para mim, você é a minha “vizinha”. Para o zelador do prédio, a “moradora do 602”. Sua mãe chamava você de “minha filha querida”.
O elevador chegou, elas desceram juntas e a jovem ainda lembrou-se do médico que a chamava de minha “paciente”, o feirante que a chamava de “freguesa”, o comerciante que a chamava de “cliente” e etc.
A vizinha estava visivelmente aborrecida com a lição.
Quando ia afastar-se ainda ouviu: – Se você vizinha, tem tantos títulos, imagine aquela que é a Mãe de Deus, a Rainha do Universo?
Assim, em todos os lugares que a “Mãezinha” veio nos visitar ou intercedeu por um milagre, as pessoas concederam um carinhoso nome para lembrar-se desses lindos momentos. Ela nunca deixou de se chamar Nossa Senhora, pois ela sempre foi e sempre será a nossa mesma Mãe.
E, com um sorriso, aquela jovem seguiu seu caminho, para rezar o terço.
Moral da história:
Respeito é bom, e eu gosto.

Colaborador Academia

Até a semana que vem se Deus quiser, e Ele há de querer.

Por Arnaldo Martins

Cebolinha

Deixe uma resposta