Cruzeiro vira sobre o Atlético-PR na Baixada e fica a um empate de avançar na Copa do Brasil

0
171
Foto: Web

Gol de Raniel aos 47′ do segundo tempo dá vantagem ao time no jogo de volta

A caminhada para o hexacampeonato não poderia ter iniciado melhor para o Cruzeiro. O time de Mano Menezes saiu atrás do marcador na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada, mas teve paciência, habilidade e um pouco de sorte para igualar o placar com o Atlético-PR e virar o jogo no último lance da partida. Depois de Thiago Carleto marcar de falta na primeira etapa, Henrique empatou em finalização de fora da área (com desvio decisivo de Thiago Heleno) e Raniel deixou sua marca aos 47′ do segundo tempo. Com o 2 a 1 em Curitiba, a Raposa jogará por um empate em Belo Horizonte para avançar às quartas de final.
Atlético-PR e Cruzeiro, porém, voltam a duelar pela Copa do Brasil só depois da Copa do Mundo da Rússia.  Os clubes se enfrentam no Mineirão em 16 de julho (segunda-feira), às 20h. O próximo compromisso do time de Mano Menezes na temporada é pelo Campeonato Brasileiro, contra o Atlético. O clássico está marcado para o próximo sábado, às 16h, no Independência. O Furacão visita o Fluminense, domingo, às 19h, no Maracanã.
O jogo
Estudiosos, Fernando Diniz e Mano Menezes costumam defender suas filosofias de jogo a qualquer custo. Até por isso, o início da partida na Arena da Baixada mostrou equipes aplicadas taticamente. Sem duas de suas principais peças, Guilherme e Nikão, o Furacão esperou a Raposa nos instantes iniciais de jogo. Diminuiu a linha de marcação e deu campo para o time celeste dominar até os 15′, quando o rubro-negro equilibrou as ações.
O time de Fernando Diniz foi o primeiro a ter oportunidade de gol. Aos 13′, Rossetto recebeu na intermediária, fintou Lucas Silva e testou de longe. Fábio espalmou a bola para a linha de fundo. O Cruzeiro respondeu tendo as quatro oportunidades seguintes do jogo. Aos 24′, a equipe mineira saiu em rápido contra-ataque, mas a defesa atleticana cortou o cruzamento de Egídio para Arrascaeta. Dois minutos depois, pelo alto, Sassá subiu mais alto, mas o cabeceio saiu pela linha de fundo. Já aos 29′ e aos 34′, Robinho foi quem apareceu para finalizar. O meia levou perigo ao gol de Santos em duas tentativas – uma dentro da área e outra da intermediária.
Apesar do domínio do Cruzeiro nas chances do primeiro tempo, foi o Atlético-PR que saiu na frente. Aos 39′, em bola parada, Thiago Heleno quase marcou de cabeça. Dedé desviou antes da defesa de Fábio. Os jogadores do Furacão reclamaram de pênalti do zagueiro. No lance seguinte, aos 40′, em nova bola parada, os donos da casa abriram o marcador. Carleto cobrou com perfeição e superou o goleiro cruzeirense, que viu a bola quicar em sua frente antes de entrar no gol. 1 a 0. O Atlético ainda marcou mais uma vez, aos 44′, mas o bandeira, acertadamente, viu Zé Ivaldo em posição de impedimento.
Consciente da importância de igualar o marcador, mas também de não sofrer mais gols de olho no jogo da volta, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo sem correr muitos riscos. Ainda assim, controlou a posse de bola nos instantes iniciais e chegou a marcar em linha alta o Atlético-PR. Aos 12′, Rafinha encontrou Arrascaeta na área, o meia cruzou para Sassá, mas o atacante cabeceou a bola por cima do gol. A Raposa foi premiada aos 34′. Aniversariante do dia, Henrique finalizou de fora de área, a bola desviou na cabeça de Thiago Heleno, e entrou próximo do ângulo esquerdo de Santos. 1 a 1. E quando a fase é boa, todo santo ajuda.
Não bastasse o empate, o Cruzeiro teve fôlego para virar o placar no último lance do jogo. Raniel recebeu lançamento de Dedé, conseguiu fintar a marcação em drible de corpo e saiu na cara de Santos. Em finalização precisa, o atacante, que havia substituído Sassá, marcou o segundo gol da Raposa. 2 a 1. Com o resultado garantido, o time de Mano Menezes precisará de um empate para avançar às quartas de final da Copa do Brasil.
ATLÉTICO-PR 1 X 2 CRUZEIRO
Atlético-PR
Santos; José Ivaldo, Pavez e Thiago Heleno; Rossetto, Camacho, Lucho (Bruno Guimarães) e Carleto; Raphael Veiga (Matheus Anjos), Pablo e Bergson (Marcinho). Técnico: Fernando Diniz
Cruzeiro
Fábio; Lucas Romero, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Rafinha, Robinho (Mancuello) e Arrascaeta (Rafael Sobis); Sassá (Raniel). Técnico: Mano Menezes
Cartões amarelos: Egídio (Cruzeiro); Bergson, Camacho (Atlético-PR)
Gols: Carleto (aos 40’1ºT), Henrique (aos 34’2ºT) e Raniel (aos 47’2ºT)
Motivo: jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data e horário: 16 de maio de 2018 (quarta-feira), às 21h45
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE/CBF)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE/CBF) e Cleberson do Nascimento Leite (PE/CBF)
Da redação:superesportes

Deixe uma resposta