Conversa Afiada: Valorize o que você tem

0
358
Divulgação

 

A Conversa Afiada dessa Semana Santa aconselha você leitor (a), a fazer uma reflexão dos atos praticados nos últimos meses, sejam eles bons ou ruins.

Avalie também as conquistas e possíveis perdas que ocorreram nesse mesmo período.

Lembre-se que o nosso objetivo é lutar e trabalhar com dignidade para alcançar o sucesso.

Infelizmente nem sempre convivemos com pessoas dignas e merecedoras da nossa confiança, seja no convívio familiar, convívio social e até mesmo no convívio de trabalho.

Assim com Judas traiu Jesus em troca do dinheiro e poder, assim também encontramos pessoas que em busca do sucesso para si, destroem o seu próximo.

Se por algum motivo, até pela ganância do poder, seu próximo fez você perder algo, atente para história abaixo:

Havia um jovem que andava muito triste, por haver perdido alguns bens, e até o emprego que havia conquistado como muito suor e sacrifício.

Em busca de uma solução, o jovem procurou um Sábio Mestre para que o aconselhasse.

O Mestre pediu ao jovem que colocasse uma mão cheia de sal em um copo de água e bebesse.

Qual é o gosto? Perguntou o Mestre.

Ruim, disse o jovem.

O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago.

Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago.

Então o Mestre disse: Beba um pouco dessa água.

Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou: Qual é o gosto?

Bom, disse o rapaz.

Você sente o gosto do sal? Perguntou o Mestre.

Não, disse o jovem.

O Mestre então se sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse: A dor na vida de uma pessoa não muda, mas o sabor da dor depende de onde a colocamos.

Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta.

É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu.

É deixar de ser copo, para tornar-se Lago.

Moral da história:

Valorize o que você tem, sua capacidade e sua dignidade tem muito valor.

Feliz Páscoa!

 

Até a semana que vem se Deus quiser, e Ele há de querer.

 

 

 

Deixe uma resposta