Após casa cheia na Campanha, ‘Nós e Voz’ é só gratidão

0
973
Grupo foi uma das companhias que mais público levou à Campanha de Popularização

Companhia teatral se prepara para realizar novas apresentações em 2018

O grupo de teatro Nós e Voz está surpreso e extasiado pela adesão popular ao espetáculo que apresentou na primeira edição da Campanha de Popularização em Sete Lagoas. A peça “As Feias também Amam” atingiu a marca de 326 pagantes em uma única sessão.

O grupo, fundado por Aloiz Marinho, agradece a participação e a aceitação da plateia. Com 30 anos de história, fazendo um teatro amador entre amigos, o grupo conquistou o que muitas companhias profissionais buscam: o amor, incentivo e apoio do público.

“Tínhamos medo de que um grupo amador como o nosso, e digo amador com orgulho, pois fazemos teatro por amor, se apresentasse num auditório tão grande quanto do Unifemm e nosso público não comparecesse. Qual foi minha surpresa quando iniciamos o espetáculo e vi a casa cheia. Foi realmente surpreendente e emocionante. Agora sei que somos capazes de nos apresentar em qualquer palco da capital, que não deixaremos a desejar”, disse emocionado Aloiz Marinho.

Com 11 espetáculos exibidos no auditório do Unifemm e na Casa da Cultura, a campanha apresentou uma verdadeira maratona teatral, encantando os amantes da arte cênica.
“A ideia vem desde 2015, mas este ano conseguimos o patrocínio da Cimento Nacional. Então, propus ao Sinparc trazer a campanha para cá”, conta o diretor teatral João Valadares, responsável pela Temporada de Teatro de Sete Lagoas e à frente da Preqaria Cia. de Teatro, produtora local da campanha.

Nós e Voz na campanha de popularização (2)

A Campanha de Popularização do Teatro e Dança expandiu horizontes e conquistou outras cidades, além da capital mineira, chegando a Betim, Contagem, Nova Lima e Sete Lagoas.

Para este ano, o grupo Nós e Voz está se programando para novas apresentações. Certamente, o carro-chefe da companhia, as freirinhas mais divertidas da cidade deverão voltar em cena logo. Aguardem!

Por Barbara Dias

Deixe uma resposta