América ‘abaixo’, melhora e justiça no resultado: Enderson analisa clássico mineiro

0
377
Foto: Web

Duelo foi o primeiro grande teste do Coelho na temporada 2018

Depois da primeira derrota na temporada, o técnico Enderson Moreira analisou o desempenho do América no clássico contra o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. Embora tenha criticado o desempenho da equipe no início da partida, o treinador destacou a qualidade do adversário e ressaltou que o Coelho ainda tem muito o que crescer no ano.

O América iniciou o confronto se defendendo de uma forte pressão inicial do rival. Com a torcida apoiando, o Cruzeiro foi para cima, mas o Coelho conseguiu desarticular as ofensivas do adversário.

 O maior problema americano foi não conseguir manter a posse de bola, acalmar e segurar o jogo e criar um contragolpe. Sem um meia-armador e com Aylon, Luan e, principalmente, Renan Oliveira apagados, o América se concentrou em suportar as investidas celestes. Mesmo que o Coelho tenha melhorado na segunda etapa, Enderson viu justiça no resultado final do clássico.

“Confesso que há muito tempo não vejo nós fazermos um primeiro tempo tão abaixo do que podemos fazer. Embora o gol tenha saído no segundo tempo, o desgaste que tivemos no primeiro tempo, quando não conseguimos controlar o jogo, porque é uma coisa natural que o Cruzeiro possa vir com muita força, é uma equipe extremamente qualificada. A gente também tem qualidade para poder segurar um pouco essa bola e não conseguimos fazer no primeiro tempo. Estivemos bem abaixo daquilo que podemos fazer. Acabou que foi um resultado justíssimo. O segundo tempo foi mais a nossa cara, do que podemos fazer”, analisou.

Para complementar a projeção de que o América pode melhorar, Enderson citou o encaixe entre peças que chegaram para reforçar o clube nesta temporada com o grupo que foi mantido. “Tenho muita tranquilidade do que precisamos fazer e do estágio no qual estamos. Ainda estamos com algumas chegadas, conhecendo alguns atletas que chegaram, em processo de melhora em todos os aspectos. É uma coisa natural. Não adianta estarmos voando hoje, se temos uma sequência enorme e ainda tem muita coisa para acontecer. Prefiro que possamos, gradativamente, construir coisas que sabemos que são importantes”, finalizou.

Da redação: superesportes

Deixe uma resposta