Major Marcelo Freitas faz balanço do Colégio Tiradentes e detalha a rotina na instituição

0
170
Major Marcelo Freitas Foto: Giovani Cruz

A curiosidade de quem não conhece é grande! Todos querem saber como funciona o Colégio Tiradentes, administrado por uma das mais importantes instituições da nossa sociedade.

Em entrevista a repórter Márcia Faria, da Rede Eldorado de Comunicação, o Major Marcelo Freitas, comandante do Colégio Tiradentes em Minas Gerais discorreu sobre como é a rotina no colégio militar e como novos alunos podem se ingressar no mesmo.

Segundo o Major, as inscrições já começaram a ser realizadas e o edital para realização da inscrição está publicado na página principal de Juventude e Educação da Polícia Militar. O ingresso dos alunos é realizado em prioridades: A primeira prioridade são os dependentes legais (cônjuges e filhos) de policiais e bombeiros militares, a segunda são os dependes de servidores efetivos da Polícia Militar de Minas Gerais e a terceira são familiares de militares e a comunidade geral.

O carro chefe do colégio militar é a disciplina dos alunos. O Major disse que ao realizar a matrícula, os pais e alunos são orientados quanto às regras da instituição: “O colégio tem um código de ética e disciplina a ser seguido e as famílias em geral, sempre que realizam a matrícula são certificadas sobre as nossas regras e normas e concordam em segui-las, mas não tem anda demais, é uma rotina normal e a prioridade aqui é o aprendizado dos alunos. A disciplina faz parte, além disso, com disciplina a chance de aprendizado é muito maior” relatou.

Onde é a atual escola do Colégio Tiradentes, funcionava a Escola Helena Rodrigues Brant. Segundo o Major, todos os alunos da antiga escola tiveram a oportunidade de permanecer no colégio, apenas aqueles que as famílias optaram por serem transferidos, não permaneceram. O Major ainda disse que poucos alunos não estão se adaptando ao método de ensino do colégio: “Pelo número de alunos que temos hoje, o número daqueles que não estão se adaptando é muito resumido, até mesmo insignificante. A grande maioria, mesmo tendo vindo de escolas públicas, escolas tradicionais, estão se adaptando ao modelo militar”, declarou.

A renovação de matrícula, assim como as inscrições de novos alunos já começaram a ser realizadas. De acordo com o Major, a rematrícula é automática, mas é preciso observar os critérios para a realização da mesma: “O Colégio Tiradentes reprova, se o aluno for reprovado duas vezes, ele não terá sua matrícula assegurada, mas este ano como é o primeiro, mesmo os alunos que forem reprovados e que quiserem, continuarão conosco no próximo ano”, relatou.

O Major ressalta que o colégio não é melhor que nenhuma outra escola, ele apenas tem sistema diferente dos tradicionais, além de ser regido pelas normas da Polícia Militar, que faz toda gestão dos Colégios Tiradentes do estado, ao todo são 27 colégios, que se norteiam pelo mesmo sistema.

A aceitabilidade da gestão do colégio é quase que total e não param de chegar ao colégio pedidos de vagas, vindos da comunidade em geral para a inserção de novos alunos: “A gente fica satisfeito pela aceitabilidade, a gente fica muito feliz, pois é um sistema que está dando muito certo. Este primeiro ano está sendo muito positivo, embora tenhamos muito a melhorar, o retorno está sendo muito bom” finalizou.

Vale ressaltar que os professores do colégio também são selecionados. O quadro de professores, especialistas e a direção pedagógica são todos civis que foram selecionados, aqueles que se inscreveram no site. O site para inscrição dos professores ainda não está aberto, mas deverá estar disponível até o final deste ano.

O site para inscrição e consulta de editais é: www.pmmg.mg.gov.br/Deeas

Por Giovani Cruz, entrevista Márcia Faria

Deixe uma resposta