Ùltimo réu do assassinato do cabo Nivaldo é condenado

0
515
Foto: Alan Júnio
Nesta quarta feira (8) aconteceu o último julgamento dos envolvidos no assassinato do policial reformado Nivaldo Ribeiro de Matos, em junho de 2012. Julgamento foi no Fórum de Sete Lagoas.
O julgamento de Ederson Cezar Evangelista teve duração de cinco horas. Ele foi condenado a 16 anos e 4 meses de prisão em regime fechado, 14 somente pelo crime de assassinato
Ederson , acusado de matar Nivaldo estava foragido e foi encontrado em outubro de 2016 no Triangulo Mineiro. Todos os outros acusados já foram julgados: a esposa do Nivaldo e mandante do crime, Rosângela Aparecida Soares de Matos foi condenada a 16 anos de prisão, reduzida para 14 anos. Sua aliada, a cartomante Beatriz Cota pegou 15 anos de prisão, e a filha da cartomante Silvana Luciana Cota foi condenada também a 16 anos  que foi reduzida para 14 anos de prisão.

Relembre o caso:
RDZN6LTSegundo investigações feitas em 2012 pela Polícia Civil de Minas Gerais, o crime, teria sido planejado pela ex-companheira do cabo, Rosângela Aparecida Soares de Matos, condenada pela Justiça. Também foram condenadas pelo crime Silvana Luciana Cota e a mãe dela, a cartomante Beatriz Cota. O corpo do cabo Nivaldo, de acordo com a Polícia Civil, foi encontrado em casa, no dia 4 de junho de 2012, em Funilândia, com um tiro na cabeça. Ele tinha 57 anos de idade.
Da Redação

Deixe uma resposta