Sete Lagoas vira tema de marchinha

0
693
Lagoa Paulino
Com muita criatividade e bom humor, o grupo “Marcheiros” de Campinas, compôs uma macrhinha para Sete Lagoas, tendo como pano de fundo, os fatos e histórias engraçadas que povoam a memória popular do sete-lagoano. As histórias da cidade chegaram aos compositores do “Marcheiros” por meio de Tate Lana, moradora do município que contou sobre o menino dos três olhos, o buraco do Cecé, a fonte e a inversão da Igreja de Santo Antônio, dentre outros casos.
“O nossa marchinha de Sete Lagoas foi muito, mas muito engraçada no processo. Recebemos varias historias interessantes, a do Menino de 3 olhos, a do boto da lagoa, do buraco do Cecé, da história da inversão da igreja. Eu escrevi a marchinha morrendo de rir!

Essa foi a primeira história que recebemos, e junto com a de Lavras foram as melhores. Nossa ideia no “Virou Marchinha” é uma ação que busca histórias divertidas das cidades do Brasil para eternizar esse acontecimento numa marchinha de carnaval. Além dessa ideia de imortalizar um momento divertido, a gente cultiva o estilo musical que são  as  “marchinhas”. Queríamos muito que as pessoas entendessem que essa brincadeira tem o propósito exclusivo de divertir as pessoas, e de alguma forma tirar sarro das coisas ruins que nos acontecem no cotidiano, como por exemplo, o buraco do Cecé e o valor da Fonte. Vamos pro estúdio em janeiro gravar as melhores histórias/marchinhas e essa estará seguramente entre elas”, contou Thiago de Souza, integrante do grupo Marcheiros.
Os Marcheiros ironizam a política nacional e suas bizarrices viralizm na internet. É deles a marchinha do Japonês da Federal, É cana e várias outras marchinhas premiadas e com destaque em jornais, rádios e outros veículos em todo país.
Em janeiro os meninos irão para o estúdio gravar as melhores histórias/marchinhas, e certamente, o sete-lagonao está torcendo para que a machinha seja uma das selecionadas.
A música, composta pela sugestão de Tate Lana, está neste link do canal dos Marcheiros no YouTube:

Conheça Os Marcheiros
3
Formado pelo advogado Thiago de Souza, o músico Daniel Battistoni e o jornalista Daniel Azevedo, e apoio de músicos de primeira linha, o grupo já criou mais de 100 composições (entre letras próprias e paródias) em cerca de um ano.

As músicas ironizam “alvos” que vão desde Temer e Dilma, até Lula e FHC, Eduardo Cunha, Eike Batista, João Dória, Moreira Franco, Rodrigo Maia, Renan Calheiros, Romero Jucá, Aécio Neves e a lista segue crescendo.

As composições começaram por pura brincadeira entre amigos e, várias vezes, tiveram grande repercussão nas redes sociais, jornais/sites/revistas de todas as tendências ideológicas, TVs e rádios do Brasil e do exterior.

A criatividade musical e o bom humor d´Os Marcheiros renderam premiações no último carnaval. O grupo foi bi-campeão do Concurso Nacional de Marchinhas promovido pela rádio CBN e campeão pelo juri técnico do Festival de Marchinhas de Minas Gerais com a música “É Cana”. Além disso, também conseguiu o primeiro lugar da premiação de intérpretes entre os 39 concorrentes do 1º Festival Tonico’s Buteco de Marchinhas de Carnaval, com a sátira “Presidento Transilvânia”, e o título do Concurso de Marchinhas da Beba Mais Leite, da revista Leite Integral, com a música “Sem mi-mi-mi, o negócio é mu-mu-mu”.

Enfim, divirta-se com eles no canal do YouTube “Os Marcheiros” (https://goo.gl/psdgFZ), no Facebook “Marcheiros” (https://goo.gl/sX7JGh), Twitter (Marcheiros) ou SoundCloud (https://goo.gl/i7NxkC).

Por Barbara Dias

Deixe uma resposta