ROGÉRIO MICALE RECONHECE QUE ERROU NAS SUBSTITUIÇÕES EM EMPATE DO ATLÉTICO-MG

0
310
Reprodução

Mesmo jogando com dois homens a mais, o Galo não conseguiu a vitória contra o Palmeiras

O técnico Rogério Micale demonstrou ter autocrítica e reconheceu que errou nas substituições do Atlético Mineiro no empate por 1 a 1 com o Palmeiras, no sábado, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador foi vaiado pelos torcedores em duas alterações.Primeiro, ele tirou Adilson para a entrada de Robinho. Depois, trocou Cazares por Yago.

Na sequência ainda colocou Otero na vaga de Luan. O motivo principal da irritação da arquibancada foi porque o Atlético Mineiro jogava em casa, tinha um jogador a mais em campo (Luan, do Palmeiras, havia sido expulso) e mesmo assim não conseguia marcar o gol da vitória. Pouco depois, ficaria com dois a mais, pois Willian também levou cartão vermelho.

“Assumo a responsabilidade. Tem dia que a substituição dá certo, tem dia que nem tanto. Assumo que fui infeliz porque não ganhamos o jogo. Se tivéssemos vencido, teriam sido boas as substituições. Vivemos no fio da navalha. Mas estamos ali para tomar decisões. E pensei que aquelas seriam as melhores. Sem querer transferir responsabilidade”, analisou o treinador atleticano.

Rogério Micale também saiu em defesa de Fred, que desperdiçou uma cobrança de pênalti quando a partida estava empatada em 0 a 0. Foi a segunda penalidade desperdiçada no Brasileirão pelo centroavante, que está há sete jogos sem marcar.

“O Fred é batedor de pênalti, sempre fez gols. Está vivendo esse momento, mas tem histórico de artilheiro. Sabe da responsabilidade de vestir a camisa. Quando for solicitado, ele vai bater o pênalti. Não foi feliz, mas vamos rever, conversar. Não vou trazer um peso maior que o que ele já está se cobrando dentro do vestiário”, comentou o treinador.

O empate por 1 a 1 impediu que o Atlético Mineiro assumisse uma vaga no G6 do Brasileirão. Com o resultado, o time alvinegro foi a 30 pontos e se manteve na 10.ª colocação, a um de distância do Vasco, o atual sexto colocado. O clube de Belo Horizonte volta a campo no próximo domingo, quando visitará o Avaí, no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Fonte: Futebol do Interior

Deixe uma resposta