VIVA COMO O LÁPIS

0
365

Se você me perguntar qual o sentimento de um avô pelo neto (a), sinceramente não sei explicar. Acho que não só eu, más nenhum outro avô ou avó tem a dimensão do sentimento que temos pelos nossos eternos “netinhos(as).” Afirmar que transferimos parte do amor dos filhos para os netos não justifica, porém nota-se que eles acham que perderam o “colinho” para os próprios filhos.

Pode-se dizer que os pais sentem “ciúmes” dos seus filhos quanto estão “agarrados” com os avôs. Alguns até usam a frase: “Você é muito paparicado” pelos seus avôs. Uma coisa é certa, a educação, o carinho, o amor que dedicamos aos nossos filhos certamente são repassados para nossos netos e bisnetos, na certeza que eles darão seguimento a uma geração.

Dia 13 de Agosto comemoramos o dia dos País, e acredito que os filhos estarão mais próximo dos homenageados para curtir um domingo agradável junto à família, não se esquecendo dos avôs que também são país.

Importante lembrar que por alguma situação ou circunstância, alguns pais estarão ausentes e representados pelas Mães que, por muitas vezes assumiram o papel de Mães e Pais. Mas a missão de educar e ensinar os caminhos corretos aos filhos é uma responsabilidade que nós pais não devemos jamais omitir, e muitas vezes os avós estão aliados nessa tarefa.

Atentem para história abaixo:

O menino observava seu avô escrevendo em um caderno, e perguntou:

– Vovô, você está escrevendo algo sobre mim?

O avô sorriu, e disse ao netinho: – Sim, estou escrevendo algo sobre você.

Entretanto, mais importante do que as palavras que estou escrevendo, é este lápis que estou usando, espero que você seja como ele, quando crescer.

O menino olhou para o lápis, e não vendo nada de especial, intrigado, comentou:

– Mas este lápis é igual a todos os que eu já vi.

O que ele tem de tão especial?

Bem, depende do modo como você olha.

Há cinco qualidades nele que, se você conseguir vivê-las, será uma pessoa de bem e em paz com o mundo, respondeu o avô.

E começou a descrevê-las para o netinho:

1 – Assim como o lápis, você pode fazer coisas grandiosas, mas nunca se esqueça de que existe uma “mão” que guia os seus passos, e que sem ela o lápis não tem qualquer utilidade: a mão de Deus.

2 – Assim como o lápis, de vez em quando você vai ter que parar o que está escrevendo, e usar um “apontador”. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas ao final, ele se torna mais afiado. Portanto, saiba suportar as adversidades da vida, porque elas farão de você uma pessoa mais forte e melhor.

3 – Assim como o lápis, permita que se apague o que está errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é necessariamente algo mau, mas algo importante para nos trazer de volta ao caminho certo.

4 – Assim como no lápis, o que realmente importa não é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro dele. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você. O seu caráter será sempre mais importante que a sua aparência.

5 – Assim como o lápis, ele sempre deixa uma marca. Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida deixará traços e marcas na vida das pessoas, portanto, procure ser consciente de cada ação, deixe um legado, e marque positivamente a vida das pessoas.

Parabéns a todos os pais no dia 13 de Agosto. Dia dos Pais!

Lembre-se? Mostre aos seus filhos e netos as 5 qualidades de um lápis.

Publicidade UP 360.cdr

Até a semana que em se Deus quiser, e Ele há de querer.

Por Arnaldo Martins

Cebolinha

Deixe uma resposta